Anvisa discute exclusão do canabidiol em reunião aberta

Primeiro encontro de diretores coloca em pauta o uso da substância, assim como critérios relacionados à importação de produtos com a mesma base

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Anvisa discute nesta quarta-feira (14) sobre a exclusão do Canabidiol da lista de substâncias proibidas e reclassificá-lo como medicamento. A 1ª Reunião Aberta ao Público da Diretoria Colegiada de 2015 também retoma outras temas como critérios e procedimentos para a importação de produtos a base da substância em associação com outros canabinóides.

Na primeira reunião do ano, os diretores da Agência devem avaliar a atualização de dados cadastrais relativos ao funcionamento de empresas, e a transferência de titularidade de registro de produtos sujeitos à vigilância sanitária em decorrência de operações societárias e operações comerciais.

No ano passado, a Anvisa simplificou os trâmites necessários para a importação de produtos à base de Canabidiol, por pessoa física e para uso próprio. Com a mudança, a documentação entregue pelos interessados tem validade de um ano, sendo necessária apenas a apresentação da receita médica a cada novo pedido de importação.

O Conselho Federal de Medicina autorizou neurocirurgiões e psiquiatras a prescrever remédios à base de Canabidiol para crianças e adolescentes com epilepsia, cujos tratamentos convencionais não surtiram efeito.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave