Cruzeiro terá que comprar 50% de Riascos para tirá-lo do Morelia

Valor é considerado alto, mas empresário não revela cifras

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Diretoria celeste almeja a contratação do colombiano Riascos
Reprodução
Diretoria celeste almeja a contratação do colombiano Riascos

Depois de vender o meia-atacante Ricardo Goulart para o futebol chinês, o Cruzeiro tenta repor a perda do jogador, um dos destaques nos dois últimos anos. Uma alternativa que volta a ser pensada pela diretoria é o colombiano Duvier Riascos, atacante vinculado ao Monarcas Morelia (MEX).

No entanto, a situação não é tão favorável quanto parece. O Cruzeiro, sabendo que os mexicanos querem liberar Riascos, tenta o empréstimo do jogador por um ano, com baixo custo de investimento. Por outro lado, a diretoria do Monarcas Morelia (MEX) só aceita vender o atacante, que vive má fase na América Central.

"O Monarcas Morelia quer vender 50% dos direitos do Riascos. O Cruzeiro até tentou contratar o jogador, mas a oferta brasileira não agradou aos mexicanos. Pode ser que o negócio seja retomado, mas por enquanto não há nada definido", afirma em entrevista exclusiva ao Super FC, o argentino Juan Rodriguez, que agencia a carreira do avante.

Em contato recente com a reportagem, o presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, admitiu interesse em contar com Riascos em 2015. Entretanto, sem que o time celeste precisasse fazer loucuras para contratar o atacante.

"O Cruzeiro está de olho no mercado e o Riascos é um nome que ainda interessa. Não desistimos da negociação, só que não iremos fazer loucuras", garantiu ao Super FC.

Ainda de acordo com Juan Rodriguez, a Raposa tenta convencer o atleta a vir para o clube e usa uma metodologia que em outros casos deu certo.

"O Cruzeiro bate muito na tecla de que a vinda do Riascos nos moldes que o clube quer será boa pela vitrine e camisa que o clube tem. Mas, isso nem sempre dá certo", opina o empresário.

Segundo apurou a reportagem, o nome de Riascos foi dito como certo em uma reunião semanal que acontece entre conselheiros e postulantes ao cargo no clube, toda terça-feira na sede social do Barro Preto.

"Não tem nada certo. O Cruzeiro quer empréstimo e o Monarcas Morelia quer vender o jogador. A oferta do Cruzeiro não seduz tanto e os mexicanos buscam outro mercado, outras possibilidades. Sei que o Morelia pede alto pelo jogador, mas que facilita o pagamento em até 24 vezes", diz Juan Rodriguez.

Às 23h50 dessa terça, Rodriguez falou ao Super FC sobre a possível vinda de Riascos ao Cruzeiro. 

"Falei há pouco com representantes do Monarcas Morelia e não tem nada. Não teve contato recente nem proposta (do Cruzeiro). Acredito ser muito difícil o Riascos jogar no Brasil, apesar do desejo do jogador", comenta.

Um empresário brasileiro ligado ao futebol mexicano, que já trabalhou com Riascos, conta que o São Paulo e o Flamengo também mostraram interesse no colombiano.

"Riascos não sai do México sem que 50% dos seus direitos sejam vendidos. Creio ser impossível uma negociação por empréstimo", garante o empresário.

O agente de Riascos afirma ainda que a intenção é encontrar um clube que assine um contrato de no mínimo três anos com o jogador.  

Leia tudo sobre: CRUZEIRORIASCOSFUTEBOLMonarcas MoreliaCONTRATAÇÃO