“Looking” não é versão gay de “Girls”

O ator Jonathan Groff fala como, aos poucos, a série vai perdendo os rótulos

iG Minas Gerais |

Jornada. Segunda temporada começa com Agustín, Patrick e Domem uma viagem para o campo
hbo
Jornada. Segunda temporada começa com Agustín, Patrick e Domem uma viagem para o campo

LOS ANGELES, Estados Unidos. Quando a primeira temporada estreou, “Looking” foi chamada de versão gay para “Girls”. Existem semelhanças, mas a série conseguiu se libertar dos rótulos ao longo dos dez episódios, para alívio de um de seus protagonistas, Jonathan Groff, que interpreta Patrick. “Eu amo qualquer tipo de debate, mas ficou melhor quando as pessoas tinham visto todos os capítulos”, disse em entrevista.

O segundo ano, exibido pela HBO no Brasil nas madrugadas de domingo para segunda, à 1h, logo depois de “Girls’ e da nova ‘Togetherness”, começou com os amigos Patrick (Groff), Agustín (Frankie J. Alvarez) e Dom (Murray Bartlett) passando um fim de semana numa cabine na floresta, onde acontece uma festa épica.

A seguir, os principais trechos da entrevista com o ator Jonathan Groff.

Sinopse

“Looking” acompanha três amigos vivendo e amando na moderna cidade de São Francisco, na Califórnia. São eles:

Patrick (Jonathan Groff): designer de vídeogame, 29, neurótico e inseguro, termina um namoro com o cara perfeito e inicia um caso com o chefe comprometido.

Agustín (Frankie J. Alvarez): Artista visual fracassado, 31. Terminou seu relacionamento ao filmar o namorado com um garoto de programa e, após se perder em drogas e sexo casual, pode se reencontrar com um urso ativista e soropositivo.

Don (Murray Bartlett): Somelier, 39, enfrenta a crise da meia-idade tentando abrir um restaurante, mas ressente a ajuda do namorado mais velho, com quem tenta ter um relacionamento aberto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave