Maluf 'defende' reintegração do trio de afastados do Galo

Argumento do dirigente foi de valorizar o patrimônio do clube; clube ainda pensa em negociar os atletas

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Após o técnico Levir Culpi confirmar a reintegração de Jô, André e Emerson Conceição ao grupo do Atlético, foi a vez de Eduardo Maluf, nessa segunda-feira, defender a decisão de reinserir o trio de 'renegados' ao elenco alvinegro.

 

O diretor de futebol explicou que o clube pensou na valorização do que definiu como patrimônio do Atlético.

"Os três atletas cometeram ato de indisciplina, foram afastados e tomaram uma punição de 29 dias dentro do que permite a lei trabalhista no futebol. Eles são patrimônio do clube e estão reintegrados. Vamos ver o que vai acontecer na pré-temporada, o Levir pode entender que algum jogador pode ser útil, e nós da diretoria que temos propostas e que podemos negociar. Estamos respeitando aquilo que foi feito de investimento e patrimônio do clube para eles ficarem", disse Eduardo Maluf.

Os atacantes Jô e André, além do lateral-esquerdo Emerson Conceição foram punidos por atos de indisciplina, ainda no fim da temporada passada. Eles chegaram a ser colocados como negociáveis, mas o Atlético não acertou com outra equipe.

Fora dos planos. O volante Serginho e o meia Nikão, que voltam de empréstimo neste início de ano, foram vistos na tarde dessa segunda na Cidade do Galo. De acordo com Eduardo Maluf, eles também vão treinar com o grupo, mas não serão aproveitados.

"São jogadores do Atlético que vão se apresentar para treinar, mas não vão fazer parte do elenco para a temporada 2015", finalizou.

Leia tudo sobre: AtléticoGalofutebolAndréEmerson ConceiçãoreintegradosrenegadosEduardo Maluf