Sindicato se reúne com governo para discutir piso dos professores

Representantes do SindUte se reuniram com a nova secretária de educação de Minas para apresentar as principais reivindicações da categoria

iG Minas Gerais | FELIPE CASTANHEIRA |

Reunião foi realizada na Cidade Administrativa nesta segunda-feira
Geanine Nogueira/ ACSSEE
Reunião foi realizada na Cidade Administrativa nesta segunda-feira

Representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUte) estiveram nesta segunda-feira(12) na Cidade Administrativa para uma reunião junto a secretária da educação do Estado.  Durante o encontro os representantes dos trabalhadores apresentaram diversas pautas ao governo, além de discutir a implantação do piso nacional dos professores.

A entidade sindical vinha questionando o valor pago em Minas Gerais, alegando que o salário estava abaixo do determinado pelo governo federal, que no dia 6 de janeiro anunciou um aumento de 13% no pagamento. Durante a reunião, com a nova secretária Macaé Evaristo, o prazo para o pagamento do piso nacional não foi definido.

A presidente do sindicato Beatriz Cerqueira destacou que esta é a principal pauta da categoria. “O piso é uma demanda imediata do sindicato, mas o governo não estipulou um prazo específico. Ninguém nos passou essa informação dos 90 para fazer alguma mudança. Uma comissão de análise está sendo formada a secretaria de Educação e ela terá a participação do SindUte. As atividades vão começar neste mês”, afirmou.

O novo piso passou a valer já em janeiro, mas mesmo assim o governador Fernando Pimentel (PT), afirmou que qualquer alteração no valor pago só será realizado em 90 dias. Em nota, o governo de minas informou ter estipulado um prazo de 90 para que os secretários realizem um balanço de suas pastas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave