Poupança termina 2014 com ganho de 0,63% acima da inflação

No ano passado, a poupança teve rentabilidade 7,08%, ante uma inflação de 6,41%

iG Minas Gerais | Folhapress |

A poupança registrou no ano de 2014 ganho de 0,63% acima da inflação, o quinto menor desde que o Plano Real foi instituído, em 1994, de acordo com dados do Banco Central. O cálculo vale tanto para depósitos feitos antes de 3 de maio de 2012 quanto após essa data, que estão com o mesmo rendimento. No ano passado, a poupança teve rentabilidade 7,08%, ante uma inflação de 6,41%. O resultado só não foi pior do que o observado nos anos de 2002 (quando a poupança teve perda de 3,01% para a inflação), 2013 (ganho real de 0,43%), 2004 (0,46%) e 2012 (0,60%). Segundo o economista Samy Dana, da FGV (Fundação Getulio Vargas), a tendência para a poupança é manter uma rentabilidade pouco acima da inflação, não superando o patamar de 1%. "A poupança vai continuar nessa casa de 7%. O investidor tem que levar em conta que a Selic subiu muito. Quando você olha a curva futura de juros, já enxerga uma taxa de 12%", ressalta. "Enquanto o mercado de títulos públicos paga 6% acima da inflação, a poupança não chega a 1%. Então você tem um custo muito alto de deixar o dinheiro na poupança. Deixa de ganhar todos esses juros", ressalta. Em 2014, a poupança foi o segundo pior investimento, de acordo com ranking elaborado pela Folha de S.Paulo. A caderneta só perdeu para os fundos de ações livre, que tiveram perdas de 0,83% no ano passado. CAPTAÇÃO No ano passado, a poupança registrou a menor diferença entre depósitos e saques em três anos, de acordo com dados do Banco Central. A captação líquida da poupança foi de R$ 24 bilhões no ano passado, uma queda de 66,2% em relação ao saldo registrado em 2013, quando somou R$ 71 bilhões. O montante de 2014 foi superior aos R$ 14,2 bilhões de 2011. O saldo do ano passado foi resultado da aplicação de R$ 1,64 trilhão e saques de R$ 1,616 trilhão. O rendimento da poupança no ano foi de 7,08%. O patrimônio atual da poupança está em R$ 662,7 bilhões, novo recorde, de acordo com os dados do BC. Em dezembro, a captação líquida da poupança foi de R$ 5,43 bilhões, montante 51,5% inferior ao do mesmo mês de 2013, quando havia sido de R$ 11,2 bilhões. Em relação a novembro, porém, o resultado foi de aumento de 114,2%. O desempenho ruim da poupança em 2014 pode ser explicado pelo aumento da inflação, que deixa menos dinheiro livre disponível, afirma Mauro Calil, especialista em investimentos do Banco Ourinvest. "Está sobrando menos dinheiro no orçamento e as pessoas que antes aportavam R$ 100, por exemplo, colocam hoje R$ 70, e assim por diante", ressalta. Outra explicação é a transferência de recursos da poupança para outros produtos financeiros que tenham rendimento superior ao da caderneta, completa. Com a Selic em 11,75% ao ano, a poupança -tanto para depósitos até 3 de maio de 2012 quanto após essa data- rende 0,5% ao mês mais Taxa Referencial (TR). Caso a taxa básica de juros fique igual ou abaixo de 8,5% ao ano, o rendimento da caderneta com depósitos após 4 de maio de 2012 cai para 70% da Selic mais TR.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave