Após protesto de metalúrgicos, rodovias são liberadas em São Paulo

Protesto reuniu sete mil trabalhadores da Volkswagen, Mercedes-Benz, Ford e Scania; eles protestam contra a demissões

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

BRASIL - SAO PAULO - SP - 12.01.2015
RODOVIA ANCHIETA TEM BLOQUEIOS POR MANIFESTACAO DE METALURGICOS APOS DEMISSOES NA VOLKS .

FOTO: REPRODUCAO / TV GLOBO
Reprodução / TV Globo
BRASIL - SAO PAULO - SP - 12.01.2015 RODOVIA ANCHIETA TEM BLOQUEIOS POR MANIFESTACAO DE METALURGICOS APOS DEMISSOES NA VOLKS . FOTO: REPRODUCAO / TV GLOBO

O protesto contra demissões nas montadoras de São Paulo reuniu 7 mil metalúrgicos, de acordo com a Polícia Militar. A manifestação, dividida em dois grupos, interditou trechos das rodovias Imigrantes e Anchieta por mais de três horas.

Segundo a concessionária Ecovias, os manifestantes liberaram as rodovias por volta das 10h, mas ainda há bloqueios em duas faixas da Via Anchieta, do quilômetro 19 ao 20, por motivo de segurança.

Os manifestantes são funcionários da Volkswagen, que estão em greve há sete dias, além de empregados da Mercedes-Benz, Ford e Scania. Eles protestam contra a demissão de 800 metalúrgicos da Volkswagen, que incentiva o movimento grevista na empresa. Na montadora Mercedes-Benz, que também confirmou 160 demissões, os funcionários fizeram uma paralisação de 24 horas na última terça-feira (7).

As centrais sindicais planejam se reunir na capital paulista, na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT), para debater as recentes demissões na indústria automobilística na região do ABC paulista e tentar conter novos desligamentos. O encontro será amanhã (13), às 10h. Participam da reunião, além da CUT, a Força Sindical, União Geral dos Trabalhadores, Nova Central Sindical de Trabalhadores e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave