Frascos de perfume são retirados no Catar por nome ofensivo

Autoridades do país proibiram o comércio nos principais centros do produto da linha "Victoria's Secret: Strawberries and Champagne", por considerá-lo ofensivo

iG Minas Gerais | AFP |

O ministério da Economia e Comércio declarou no Twitter no fim de semana que os produtos ofendem
Reprodução
O ministério da Economia e Comércio declarou no Twitter no fim de semana que os produtos ofendem "os costumes, as tradições e os valores religiosos" do Catar

As autoridades do Catar ordenaram a retirada de frascos de perfume de um centro comercial alegando que o nome do produto - "Victoria's Secret: Strawberries and Champagne" (Morangos e Champanhe) - era ofensivo.

Em função da ordem, foram retirados de um dos principais centros comerciais do Catar, o Landmark Mall de Doha, perfumes, cremes e uma loção corporal.

O ministério da Economia e Comércio declarou no Twitter no fim de semana que os produtos ofendem "os costumes, as tradições e os valores religiosos" do Catar.

O ministério não forneceu mais explicações, mas acredita-se que a palavra "champanhe" tenha influenciado a decisão.

O álcool não é proibido no Catar, mas sua venda está limitada a certos bares e hotéis. Os estrangeiros residentes no Emirado podem comprá-lo apenas se tiverem uma licença, e por um preço elevado.

Uma funcionária do centro comercial disse à AFP que os produtos foram retirados no sábado "por culpa do nome", e deu a entender que uma denúncia havia sido apresentada às autoridades.

Um meio de comunicação digital do país, Doha News, afirmou que frascos de perfume com o logo da Playboy foram retirados de outra loja da capital.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave