'Fui proibido de vê-las', diz pai de meninas mortas pela mãe em motel

Homem afirma que lutava na Justiça há mais de um ano para ter o direito de ver as crianças; após assassinar crianças, mulher se matou

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Uma seringa foi encontrada no quarto
Grupo DeFato / Divulgação
Uma seringa foi encontrada no quarto

Em entrevista ao Portal O TEMPO, o pai das crianças assassinadas, que pediu para não ter o nome divulgado, contou que há um ano e meio tentava na Justiça o direito de ver a filha mais velha. A mais nova, ele não chegou a conhecer. Segundo ele, a ex-mulher tinha um comportamento agressivo quando era contrariada.

Minientrevista:

Há quanto tempo você estava separado da Ana Flávia?

Depois de idas e vindas durante quase cinco anos, nos separamos há um ano e meio. Depois que saí de casa, não consegui mais manter contato. Por isso, entrei na Justiça e fiz tudo certo.

Nesse tempo de separação, a Justiça não deu nenhum parecer favorável para você?

Não. Às vezes, algumas pessoas pensam que é só briguinha de casal. Porém, não percebem que os filhos sofrem. Sempre quis participar ativamente da vida das meninas, mas a mãe delas não me deu esse direito e a Justiça não ajudou.

A sua ex-mulher tinha o comportamento agressivo?

A Ana Flávia não gostava de ser contrariada. Todo mundo sofreu com essa decisão dela de não deixar eu ver minhas filhas. A família dela não concordava com isso, mas ela não escutava ninguém. Minha família fez alguns boletins contra ela. Inclusive, minha mãe conseguiu uma medida protetiva contra ela.

Você tentou se aproximar das crianças?

Mesmo estando separados há mais de um ano, nós nos envolvemos e, dessa relação, nasceu a Anna Sofia, que estava com 9 meses. Porém, não cheguei a conhecê-la. Já a Maria Fernanda, quando era possível, ia até a escola que ela estudava. Lá, eles me deixavam ter um contato rápido com a menina. Não tive oportunidade de conviver com as minhas filhas. Agora, elas estão mortas. Acabou.

 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave