Papa condena 'formas deturpadas de religião' após atentados de Paris

Diante dos embaixadores e representantes ante o Vaticano, Francisco citou os maiores conflitos que atingem o mundo, entre eles Paquistão, Nigéria, Síria e Iraque

iG Minas Gerais | AFP |

Papa Francisco rezou nesta quinta-feira (8) em sua missa matinal pelas vítimas do atentado contra jornal francês
AFP PHOTO / ALBERTO PIZZOLI
Papa Francisco rezou nesta quinta-feira (8) em sua missa matinal pelas vítimas do atentado contra jornal francês

O papa Francisco condenou nesta segunda-feira (12) as "formas deturpadas de religião" após "o massacre trágico" da última semana em Paris, durante seu tradicional discurso anual ao corpo diplomático credenciado na Santa Sé.

O pontífice criticou a "cultura da rejeição ao outro", que gera violência e morte e que converte o ser humano "em escravo, seja da moda, do poder, do dinheiro, inclusive às vezes de formas deturpadas de religião", disse.

Diante dos embaixadores e representantes ante o Vaticano, o Papa citou os maiores conflitos que atingem o mundo, entre eles Paquistão, Nigéria, Síria e Iraque.

O chefe da Igreja também pediu para a comunidade internacional não ser indiferente e apelou para que condene "qualquer interpretação documental e extremista da religião, que pretenda justificar tais atos de violência".  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave