Apesar de saídas, Marcelo confia em maturidade do elenco

Perdas no plantel, como volante Nilton e lateral-esquerdo Egídio, foram lamentadas, mas técnico minimizou ausências

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Marcelo Oliveira apenas observou os treinamentos na Toca da Raposa II
Washington Alves / Light Press
Marcelo Oliveira apenas observou os treinamentos na Toca da Raposa II

O elenco celeste sofreu mudanças para a temporada 2015. Nessa sexta-feira, por exemplo, o clube concluiu a venda do volante Nilton para o Internacional. Apesar das saídas de peças importantes, e que integravam a base bicacampeã brasileira, como por exemplo o lateral-esquerdo Egídio, negociado com o futebol ucraniano, o técnico Marcelo Oliveira resolveu minimizar as baixas e exaltar a qualidade das peças que foram incorporadas ao time. Na avaliação do treinador, jogadores com totais condições de suprir à altura as perdas.

”Queria deixar claro que não temos restrição tanto em relação ao Nilton como em relação ao Egídio. Pelo contrário, estavam absolutamente integrados, se doaram muito e foram muito bem no Cruzeiro. A saída deles faz parte de questão de interesse dos clubes e do jogador, mais comercial do que técnica”, destacou o treinador, que também exaltou os jogadores que poderão receber uma chance no equipe com a saída de Nilton.

"Temos o Rodrigo Souza de volta, trouxemos o Felipe Seymour e subimos o Bruno Edgar. Esperamos que eles possam acrescentar bastante", apontou.

Ainda falando sobre chegada e saída de jogadores, Marcelo preferiu se abster de qualquer comentário a respeito da negociação com o chileno Eugênio Mena, lateral-esquerdo do Santos, que esteve na Copa do Mundo, e interessa a comissão técnica. O jogador seria o substituto de Egídio.

"Com a saída surpreendente do Egídio, nós estamos naturalmente monitorando, embora já tenhamos o Gilson e o Breno (atuais opções para a lateral-esquerda) que são bons jogadores”, finalizou.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposamarcelo oliveira