Protesto contra o aumento da tarifa de ônibus reúne cerca de mil no RJ

Organizadores do protesto, do Movimento Passe Livre (MPL), defendem a redução para R$2,50

iG Minas Gerais | Folhapress |

Uma manifestação contra o aumento da tarifa de ônibus no Rio de Janeiro reúne cerca de mil pessoas, segundo estimativa da PM, no centro na noite desta sexta-feira (9). Policiais militares acompanham o ato e não tinha registro de conflito até as 20h.

A passagem dos ônibus municipais do Rio aumentou de R$ 3 para R$ 3,40. Os organizadores do protesto, do  Movimento Passe Livre (MPL), defendem a redução para R$2,50.

Os manifestantes se reuniram na Cinelândia, principal ponto de encontro das manifestações de junho no Rio, e seguiram para a Central do Brasil, um dos lugares com mais movimento de transporte público da cidade.

O principal mote da manifestação foi: "Mãos ao alto, esse aumento é um assalto". A frase foi cantada diversas vezes e estampava adesivos colados em prédios pelo caminho.

Outras demandas dos movimentos sociais do Rio surgiram nos cartazes e nos cantos. Em diversos momentos os manifestantes pediram a liberdade dos manifestantes presos no ano passado com o canto repetido em outros atos: "Presos políticos, liberdade já, lutar não é crime vocês vão nos pagar".

A capital paulista também tem um ato contra a tarifa dos ônibus, metrô e trem na noite desta sexta. Nesse caso, foram registradas depredações em bancos e lojas e a polícia usou bombas de efeito moral e balas de borracha para conter as pessoas. Ao menos seis pessoas foram detidas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave