Futuro presidente da CBF volta a culpar Felipão por 7 a 1 na Copa

Vexame brasileiro voltou a ser lembrado por Maco Polo del Nero

iG Minas Gerais | Folhapess |

Como esperado, Del Nero foi eleito presidente da CBF
Reprodução/Facebook
Como esperado, Del Nero foi eleito presidente da CBF

Marco Polo Del Nero tomou posse nesta sexta-feira (9) para mais um mandato na Federação Paulista de Futebol, que será curto, já que em 16 de abril ele renunciará na FPF para assumir a presidência da CBF.

E foi como futuro chefe do futebol brasileiro que Del Nero voltou a comentar a pior derrota da história da seleção brasileira, o 7 a 1 na Alemanha, pela semifinal da Copa do Mundo de 2014, que na quinta (8) completou seis meses.

"Foi uma tragédia imensa", disse Del Nero, que novamente voltou a culpar o esquema tático montado pelo técnico Luiz Felipe Scolari naquele dia.

"Houve um problema tático. O Brasil tentou marcar a Alemanha no campo dela e não deu certo. Aí levou um, dois, três. Eu não ouvi o técnico dando essa instrução, mas depois me disseram que ele deu. O primeiro gol levamos de escanteio, que não costumávamos levar", disse Del Nero.

Ele afirmou que apesar desta falha, considera o placar final uma fatalidade.

"É como você estar andando na rua e cair um tijolo na sua cabeça. Uma fatalidade. Se jogarmos mais dez vezes, vinte vezes contra a Alemanha, não perdemos assim", disse o presidente eleito da CBF.

Também membro do Comitê Executivo da Fifa, Del Nero disse que o futebol brasileiro continua respeitado na Europa.

"O sistema é respeitado. Os jogadores, os clubes, a entidade desportiva. Temos cinco títulos mundiais", frisou o cartola.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave