Dono de sítio mata caseiro após discussão em Congonhas

Suspeito fugiu após o crime, mas se apresentou na manhã desta sexta-feira (9); o motivo da execução ainda é um mistério

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

O dono de um sítio na cidade de Congonhas, na região Central do Estado, matou a tiros o caseiro de seu imóvel após uma discussão na última quarta-feira (7). Depois do crime o suspeito de 81 anos fugiu, mas se entregou a Polícia Civil nesta sexta (9).  

Conforme o site Fato Real, o filho da vítima compareceu ao batalhão da polícia e explicou que o patrão de seu pai teria matado ele depois de um conflito de ideias. A briga se intensificou, o caseiro teria ameaçado pegar uma foice, mas o dono do sítio teria buscado uma arma que guardava em casa e atirou  contra o funcionário.

Após a denúncia, militares compareceram ao sítio localizado no bairro Plataforma e encontraram a vítima caída no chão. O suspeito não estava mais no imóvel, testemunhas contaram que ele deixou o local em seu carro.

A perícia técnica da Polícia Civil esteve o endereço e constatou que o funcionário havia morrido após ser baleado por dois disparos, sendo um no tórax do lado esquerdo e outro na região da axila esquerda. A polícia ainda recolheu dois projéteis de calibre 38. 

O motivo da briga não foi esclarecido pela Polícia Militar, que não deu mais detalhes sobre o crime.

O suspeito, que havia fugido depois do crime, se apresentou na manhã desta sexta-feira à Polícia Civil. A reportagem de O TEMPO tentou contato na delegacia da cidade, mas a delegada responsável pelo local já havia largado expediente. A delegacia não trabalha em esquema de plantão.  

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave