Levir admite incômodo com 'novela Tardelli', mas quer contar com DT9

Treinador também entende que há jogadores do elenco que podem suprir a ausência do atleta, caso ele seja negociado com o futebol chinês

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

A negociação que pode levar o atacante Diego Tardelli para o futebol chinês começou no fim do ano passado e se arrasta neste início de 2015. O técnico Levir Culpi admitiu que a incerteza se poderá contar ou não com um dos principais nomes do elenco já chega a incomodar.

“Vocês (imprensa) começam a sentir também minha preocupação agora, com os amistosos, para definir o time, e a coisa (negociação) não está definida ainda. Uma transação dessa importância demora muito mesmo, temos que entender. É ruim para o clube e jogador. Deixa incertezas. Eu gostaria que definisse o quanto antes. Mas eu vejo o Tardelli bem, treinando. Conto com ele. Mas se a coisa concretizar, temos outros para suprir a ausência dele nesta temporada”, disse Levir.

Os clubes chineses Shandong Luneng e Guangzhou Evergrande disputam a contratação do camisa 9 alvinegro, que vê as propostas como irrecusáveis. Da parte do Atlético, os valores ainda não agradaram. O atleta afirma que também se sentiria feliz com a permanência na Cidade do Galo.

Apesar de prestigiar o elenco do Atlético, Levir também não descarta a chegada de um nome para ocupar a vaga do atacante.

“Eu acho que o elenco está bem capacitado. Para equilibrar com o Tardelli, é difícil repor com a mesma qualidade, mas eu não duvido disso. Temos umas opções de contratações. E no elenco, podemos desenhar o time para ter o mesmo aproveitamento. Não costumo lamentar isso. Foi o nosso segredo do ano passado, Em alguns momentos, jogamos com os meninos do júnior, e o time foi bem. Sem dúvida, uma perda de um jogador desse nível técnico é preocupante. Gostaríamos de contar com ele, pelo que ele representa. Vamos ver o acontece, não tem como definir nada ainda”, afirmou o treinador.

Leia tudo sobre: levir culpiquertardellinovelaatleticoatacante