Manisfestantes iniciam protesto contra aumento da passagem no Rio

Ato também se posiciona contra a criminalização dos movimentos sociais

iG Minas Gerais | AGÊNCIA BRASIL |

Centenas de manifestantes contrários ao reajuste na passagem de ônibus urbano do Rio estão concentrados na Cinelândia, no centro da cidade. Muitos carregam bandeiras de partidos de esquerda e de movimentos sociais. Além do aumento da tarifa, gritam palavras de ordem contra o governador Luiz Fenando Pezão e prefeito Eduardo Paes. Também se posicionam contra a criminalização dos movimentos sociais.

Parte dos manifestantes está posicionada nas escadarias da Câmara Municipal e exibe cartazes e bandeiras. O policiamento foi reforçado no local, com homens do Batalhão de Grandes Eventos, utilizando indumentária reforçada. O comércio continua aberto. O professor de francês João Faria, de 30 anos, veio acompanhar a manifestação, confiando na redução do valor da passagem.

“É um absurdo que se tente colocar nas costas do trabalhador o custo da passagem dos estudantes e os ônibus com ar-condicionado. Não dou crédito nenhum a esta justificativa”, disse ele, que é a favor de cancelar o reajuste e reduzir a passagem. No último sábado (3), a tarifa urbana no Rio subiu de R$ 3,00 para R$ 3,40.