Síria constrói complexo nuclear em segredo, diz 'Der Spiegel'

O projeto "Zamzam" pode abrigar um reator ou uma fábrica de enriquecimento de urânio, segundo os "especialistas ocidentais", citados pelo veículo

iG Minas Gerais | AFP |

O presidente sírio, Bashar al-Assad, ordenou a construção em sigilo de um complexo subterrâneo para fabricar armas nucleares, revela o semanário alemão "Der Spiegel" em sua edição deste sábado (10).

A planta nuclear fica em uma região montanhosa de difícil acesso, no oeste do país, a dois quilômetros da fronteira libanesa, informa a revista, com base em "documentos exclusivos" de imagens por satélite e conversas interceptadas pelos serviços de Inteligência.

Situado perto da cidade de Quseir, o local tem acesso à água e à energia elétrica, completa "Der Spiegel", antecipando a matéria que chega às bancas amanhã.

O projeto "Zamzam" pode abrigar um reator ou uma fábrica de enriquecimento de urânio, segundo os "especialistas ocidentais", citados pelo veículo.

O regime sírio transferiu para o novo complexo oito mil barras de combustível que antes eram destinadas ao sítio secreto de Al Kibar. Essa última instalação abrigaria um reator nuclear clandestino, completa o semanário alemão.

Em 2007, um ataque aéreo atribuído à Força Aérea israelense destruiu esse complexo situado em um deserto no leste da Síria. As autoridades desse país nunca confirmaram essa informação.

Segundo "Der Spiegel", especialistas norte-coreanos e iranianos estão envolvidos no projeto "Zamzam". A milícia xiita libanesa Hezbollah, aliada do regime sírio, está encarregada de vigiar a instalação.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave