São Paulo diz que só contratará Dudu se Corinthians desistir

O Tricolor ofereceu R$ 11 milhões por 50% dos direitos econômicos do jogador, mas proposta foi inferior a do Timão

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Dudu já mostra que poderá ser uma peça importante para o Grêmio no restante da temporada
Lucas Uebel/Grêmio
Dudu já mostra que poderá ser uma peça importante para o Grêmio no restante da temporada

O São Paulo não se considera próximo de fechar a contratação do atacante Dudu, que pertence ao Dínamo de Kiev e jogou o último Campeonato Brasileiro pelo Grêmio. O time tricolor, aliás, diz que neste momento a negociação está difícil e distante.

A declaração foi de Ataíde Gil Guerreiro, vice-presidente de futebol do São Paulo, que julga a proposta do Corinthians ao Dínamo Melhor. Para ele, o time tricolor só terá chances de contratar Dudu se o rival desistir do negócio.

"O Corinthians fez uma oferta maior ao Dínamo de Kiev e já falou com o jogador. Ouvi que os dirigentes corintianos consideram a negociação difícil, mas não desistiram. O São Paulo fez uma proposta ao Dínamo de Kiev, mas não falou com o jogador. Nossa proposta é inferior, mas se o Corinthians desistir somos candidatos a fechar com Dudu", disse Guerreiro, nesta sexta (9).

O Corinthians ofereceu ao Dínamo de Kiev R$ 13 milhões para comprar 60% dos direitos econômicos de Dudu, com pagamento da primeira parcela em maio. Mas ainda não conseguiu apresentar garantias econômicas ao clube ucraniano para concretizar o negócio.

O São Paulo ofereceu um valor menor: R$ 11 milhões por 50% dos direitos econômicos, mas com a primeira das quatro parcelas pagas ao fechar negócio.

"Nossa proposta está dentro da realidade financeira do São Paulo. O Dínamo nos comunicou sobre a oferta do Corinthians, mas não temos como melhorar nossa proposta. Vamos esperar", disse. O cartola ainda admitiu que, se o São Paulo fechar com o Dínamo de Kiev, ainda terá de negociar com o jogador e com os empresários dele. "Não fizemos proposta para eles", disse.

Guerreiro também minimizou as declarações de Dudu, que admitiu publicamente que prefere jogar pelo Corinthians em entrevista ao site "Globoesporte". O cartola avalia que o jogador foi induzido a falar isso numa tentativa de agilizar a negociação com o Corinthians e não seria problema caso ele vire jogador do São Paulo.

"Ele foi induzido ao erro. Os empresários dele falaram que o São Paulo havia desistido da contratação para ele declarar que prefere o Corinthians para apagar uma declaração anterior, em 2012, na qual ele dizia que a família dele tinha são-paulinos e flamenguistas", disse Guerreiro.

"Eu disse ao Dudu: 'Esqueça o que você falou. Você foi infeliz, mas foi induzido a falar isso. Se as coisas se reverterem e você vir a jogar pelo São Paulo, nós vamos dar todo respaldo para você recuperar seu conceito com a torcida do São Paulo'. Falei isso a ele", acrescentou.

Não foi apenas Guerreiro que minimizou a declaração. Até mesmo o técnico Muricy Ramalho tratou do assunto e não deu muito peso ao tema.

"A gente sabe como funciona as coisas no futebol. Não sabemos a orientação que ele teve, temos de ter calma ao analisar. Muitas vezes jogador é induzido a falar pelos empresários. Se ele fechar com o São Paulo, as pessoas vão entender até porque jogador é profissional", disse o técnico.

REFORÇOS

Ataíde Gil Guerreiro ainda revelou que o São Paulo busca dois nomes para concluir o mercado de contratações: um atacante velocista (Dudu é o alvo) e um zagueiro canhoto (Dória já foi cotado).

Mas o cartola admitiu que tem dificuldade para encontrar nomes bons sem custo –a política do clube é não gastar em transferências -e por isso pode até iniciar a temporada sem os reforços.

"Há uma dificuldade. O Muricy me pediu essas duas posições, mas até ele que é o especialista não conseguiu propor nomes. Nossa avaliação é que faltam essas duas peças para fechar o mercado de contratações, mas mesmo que não venham nosso elenco é de ótima qualidade", disse.

O São Paulo contratou para essa temporada os laterais Bruno e Carlinhos, o meia Thiago Mendes e o meia-atacante Daniel, além do zagueiro Breno, cujo foco no clube é a recuperação física e psicológica.

Leia tudo sobre: dududinamo de kievcorinthianssao pauloataide gil guerreiro