Investigador que estava desaparecido há 2 dias é achado morto

Policial civil de 26 anos foi encontrado dentro de seu carro em uma ribanceira às margens de uma rodovia que liga a cidade de Poté a Teófilo Otoni

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Carro do policial estava em local de difícil acesso
ACONTECEU NO VALE / DIVULGAÇÃO
Carro do policial estava em local de difícil acesso

Foi encontrado morto, na manhã desta sexta-feira (9), às marges da MG-217, próximo à cidade de Poté, no Vale do Mucuri, o investigador da Polícia Civil (PC) Adircio Bispo da Silva Neto, de 26 anos, que estava desaparecido desde a última quarta-feira (7). Ele havia saído da cidade Ladainha, onde trabalhava, em direção à casa da namorada, em Teófilo Otoni, ambas na mesma região. 

Segundo o boletim de ocorrência de desaparecimento registrado nesta quinta-feira (8), o policial saiu da república onde mora com um policial militar e, duas horas após sair da cidade, não havia chegado ao seu destino. A namorada do policial fez contato telefônico na república e descobriu que o homem já tinha saído, passando então a se preocupar.

Diante do desaparecimento, as duas corporações fizeram o trajeto que o policial deveria fazer para chegar a Teófilo Otoni, mas nem ele, nem o carro haviam sido encontrados até a manhã desta sexta. O militar que mora com Neto contou que ele estava muito calado nos últimos dias. Ele perguntou ao amigo o que estava acontecendo e o homem disse que estava com alguns problemas, mas não entrou em detalhes.

O colega de trabalho do jovem também afirmou que notou uma mudança de comportamento do policial, que, no dia do desaparecimento, estava escalado, mas não foi trabalhar. A namorada de Neto não soube informar quais eram os problemas do homem.

Encontro

Segundo a assessoria de imprensa da PC, o investigador foi encontrado morto dentro do seu carro que estava caído em um barranco na rodovia, um local é de difícil acesso. Ainda de acordo com a corporação, Neto entrou para a polícia no dia 4 de janeiro de 2010.

O delegado regional de Teófilo Otoni esteve no local e informou que, pelo menos a princípio, o caso está sendo tratado apenas como um acidente. O corpo foi removido e passou por necrópsia no Instituto Médico-Legal (IML) da cidade. O caso será investigado pela Delegacia de Poté.

O enterro do policial será na cidade de Itabuna, na Bahia, onde vivem os seus familiares. 

Leia tudo sobre: acidenteinvestigadorpotémg-217batidacarrodesaparecido2 diassumidoAdircio Bispo da Silva Neto