Brasil fica em 90º lugar em velocidade de internet

No terceiro trimestre de 2014, média foi de 2,9 megabytes

iG Minas Gerais |

Devagar. Velocidade é menos do que se considera banda larga
Stockxpert/divulgação
Devagar. Velocidade é menos do que se considera banda larga

SÃO PAULO. Um ranking nada promissor. O Brasil terminou o terceiro trimestre do ano passado com velocidade média de conexão à internet de 2,9 megabytes por segundo (Mbps), segundo a plataforma de soluções para internet Akamai. Com essa taxa, o país ficou em 90º lugar em um ranking que reúne dados de 246 diferentes mercados no mundo.

O país já vinha mal em ranking anteriores, e piorou. A velocidade alcançada no Brasil é menos do que o que se considera banda larga (4 Mbps). Houve um crescimento de 1,6% em comparação com os três meses anteriores, mas, mesmo assim, o Brasil caiu uma posição no ranking. A alta anual foi mais expressiva, de 9,5%.

O pico brasileiro foi de 20,5 Mbps – o que significa crescimento trimestral de 1,6% e anual de 23%. Mesmo assim, o pico daqui não alcança a velocidade média da Coreia do Sul, que foi de 25,3 Mbps.

Aliás, o pico brasileiro não chega perto do visto em Hong Kong, na China: primeiro colocado no segmento, apresentou velocidade máxima de 84,6 Mbps, sendo que a média global foi de 24,8 Mbps.

Em relação à rede móvel, o resultado é ainda pior. A velocidade brasileira foi de, em média, 1,5 Mbps, sendo que o pico ficou em 12 Mbps. O Brasil ficou abaixo de outros países latino-americanos como Venezuela, com taxa de 6 Mbps.

A Coreia do Sul, que é líder em velocidade na rede móvel, teve média de 18,2 Mbps; e Cingapura, que ficou na frente em relação ao pico, registrou velocidade de 98 Mbps na mesma rede móvel.

Hackers. O relatório da Akamai também identificou países nos quais ataques de hackers são mais realizados. Segundo a empresa, do segundo para o terceiro trimestre de 2014, houve aumento de 24,8% no número de países atacados. Foram 201 no total.

A China recebeu o maior número de ameaças, ou 49% do total. Nesse caso de ameaças de ataques de hackers, o Brasil ocupou o sétimo lugar, com apenas 1,9% dos registros, segundo o levantamento feito pela Akamai.

Desempenho

Ruim. O desempenho brasileiro ficou abaixo do que pode ser considerada banda larga, que é de 4 Mbps. Em âmbito internacional, a média de velocidade alcançou 4,5 Mbps.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave