Retratos ressaltam amizades e laços afetivos

A exposição “Meu Morro É Assim: Literatura e Fotografia” está em cartaz no Centro Cultural Vila Fátima

iG Minas Gerais | CARLOS ANDREI SIQUARA |

Fotografias foram produzidas após uma série de encontros e oficinas
Mariane Ribeiro
Fotografias foram produzidas após uma série de encontros e oficinas

Fruto de uma série de encontros e oficinas, a mostra “Meu Morro É Assim: Literatura e Fotografia”, pode ser vista no Centro Cultural Vila Fátima, localizado na região Centro-Sul da cidade. O projeto exibe 47 imagens produzidas por 13 adolescentes residentes no Morro do Papagaio, e reúne retratos dos moradores dali.

De acordo com Jorge Quintão, fotógrafo que trabalhou com os garotos e realizou a curadoria da exposição, o conjunto de imagens apresenta um panorama do cotidiano de cada um dos participantes e frisa os laços afetivos presentes na vida daqueles meninos.

“Eles registraram pessoas que estão próximas e fazem parte do vínculos social deles. Então, aparece o primo, o irmão ou a tia. Isso é importante porque essa cumplicidade facilita a aproximação e com certeza interfere no resultado dos cliques que geraram fotos muito lindas”, diz Quintão.

Ele recorda que as criações surgiram após cerca de um ano de convivência com os alunos em encontros e oficinas centradas na prática da fotografia e da leitura. “Esse processo foi importante para dar voz àqueles garotos, além de estimular a afirmação da sua identidade e da autoestima”, conclui Quintão.

Serviço. ”Meu Morro É Assim: Literatura e Fotografia”. Até 31/1, no Centro Cultural Vila Fátima (rua São Miguel Arcanjo, 215, Vila N. S.a de Fátima). De 3ª a 6ª, das 9h às 19h; sáb., das 9h às 17h. Entrada gratuita.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave