Fifa quer usar Engenhão para futebol na Olimpíada, diz Nuzman

Decisão, contudo, depende de negociação com a Federação Internacional de Atletismo

iG Minas Gerais | Folhapress |

Incêndio de pequenas proporções atinge anel superior do Engenhão
Divulgação
Incêndio de pequenas proporções atinge anel superior do Engenhão

A Fifa quer usar o Engenhão para a competição de futebol durante a Olimpíada de 2016, afirmou nesta quinta-feira (8) o presidente do comitê organizador Carlos Arthur Nuzman. A decisão, contudo, depende de negociação com a Federação Internacional de Atletismo, que vai concentrar suas competições no estádio da zona norte do Rio.

Nuzman afirmou que, além do Engenhão, a Fifa quer utilizar outros dois estádios construídos para a Copa do Mundo. O objetivo é, além de manter em atividade as novas arenas, poupar os gramados. Os jogos costumam acontecer em rodada dupla, o que exige muito do campo. As semifinais e finais devem ser disputadas no Maracanã.

"A Fifa tem interesse em ter jogos no Engenhão. Não tem outro estádio em que a gente possa despender dinheiro para adaptar. Então, seria a possibilidade do Engenhão. Isso está sendo estudado. Estamos conversando com a IAAF [federação de atletismo] também. Mas há uma ambiente muito tranquilo em relação a isso", disse Nuzman, durante conversa com jornalistas.

O estádio será a sede das principais competições de atletismo a partir do 12 de agosto --os Jogos ocorrem entre os dias 5 e 16 de agosto. As partidas de futebol, contudo, começam dois dias antes. O Engenhão poderia ser usado nas primeiras rodadas da competição.

O estádio olímpico João Havelange --nome oficial da arena-- passa por intervenções de reparo para estabilizar sua cobertura. A reabertura está prevista para fevereiro. A Prefeitura do Rio fará ainda novas obras para adequar o estádio para os Jogos. Haverá troca da pista de atletismo, montagem de novos 15 mil lugares --para atingir a capacidade de 60 mil-- e melhoria na iluminação, entre outras intervenções.

Nuzman disse que ainda não está definido quais e quantas serão as novas sedes. Já estão garantidas, além do Rio, Belo Horizonte, São Paulo, Brasília e Salvador.

"Pode ter uma, pode ter duas. Isso está sendo discutido com a Fifa e a CBF, porque tem um dado muito importante: a manutenção dos campos de futebol. Há um entendimento geral que há riscos [para a manutenção dos gramados] e, por isso, está se tentando mais uma cidade, com certeza. Pode ser que tenha mais uma. Mas isso ainda é apenas um palpite", disse o presidente do comitê organizador.

Na última segunda-feira, a Folha de S.Paulo noticiou que a organização da Rio-2016 estuda ampliar de cinco para seis o número de cidades que receberão jogos de futebol no evento. Além do Rio de Janeiro, até agora estão garantidas como sedes Brasília, Salvador, Belo Horizonte e São Paulo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave