Presidente adianta eleições para controlar crise no Barça

Seca de títulos e punição que impede o clube de contratar jogadores forçaram a decisão do cartola

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Josep Bartomeu assumiu a presidência do Barcelona após a saída de Sandro Rosell
GERMÁN PARGA/BARCELONA
Josep Bartomeu assumiu a presidência do Barcelona após a saída de Sandro Rosell

Diante da atual crise do Barcelona, o presidente do clube Josep Maria Bartomeu anunciou nesta quarta-feira (7) eleições no final da atual temporada para diminuir a tensão pela qual passa o clube catalão. "Decidimos convocar eleições ao final da temporada. A principal razão é que queremos diminuir a tensão pela qual passa o clube", disse Bartomeu. Ele chegou à presidência no final de janeiro de 2014, após a renúncia de Sandro Rosell diante das investigações em torno da transferência do atacante Neymar em maio de 2013. O mando atual de Bartomeu expiraria em 2016, mas os recentes resultados decepcionantes - a equipe terminou a temporada sem títulos relevantes - e a confirmação da punição que impedirá o clube de contratar jogadores durante duas janelas de transferência por negociar com jogadores estrangeiros menores de 18 anos levaram-no à decisão de adiantar o pleito. A crise que vive o clube aumentou na última segunda-feira (5), com a demissão do diretor esportivo Andoni Zubizarreta, criticado por sua política de contratações. A imprensa catalã relatou nos últimos dias um suposto conflito entre Messi e o técnico Luis Enrique. "Não tenho nada para me arrepender em minhas relações pessoais com nenhum jogador (...) As coisas de vestiário são resolvidas internamente. Não confirmo nem desminto. Meu trabalho é ser treinador", disse nesta quarta (7) o técnico Luis Enrique.

Leia tudo sobre: barcelonacrisefutebolespanholeleicaopresidentebartomeu