Em busca de um lugar ao sol com baladas pop e românticas

Cantora e compositora mineira mostra sua estreia fonográfica com show hoje no CCCP

iG Minas Gerais | LUCAS SIMÕES |

Show. Roberta toca piano e violão, mas se dedica aos vocais no show
marilene ribeiro/divulgação
Show. Roberta toca piano e violão, mas se dedica aos vocais no show

A cantora e compositora mineira Roberta Brasileiro, 33, rabisca suas próprias letras de música desde a adolescência, quando começou a cantar e estudar piano clássico, ouvindo de Alanis Morissette a Marisa Monte. Nos últimos quatro anos, porém, ela começou a escrever mais, muito mais – e viu uma brincadeira de criança ganhar contornos de carreira. “Eu sempre fui tímida e a escrita é uma forma de expressar o que a gente não fala. Mas confesso que demorei para assumir a música na minha vida”, pontua. Com uma voz de menina que ainda tateia possibilidades em busca do seu próprio espaço, ela finalmente se rendeu aos estúdios de gravação para lançar o primeiro álbum autoral, apresentado hoje à noite, em show no CCCP.

Roberta chegou a gravar uma música própria com o produtor Barral Lima quando tinha 18 anos. Depois de dar canjas por barzinhos e casamentos e passar uma temporada no Rio de Janeiro sem levar a música tão a sério, ela decidiu resgatar as próprias letras engavetadas e ir atrás do mesmo produtor que havia lhe dado uma chance na adolescência. “Procurei ele (Barral) na cara dura e o cara lembrou de mim, disse pra gente fazer um trabalho sério”, relata a cantora.

Para as gravações do álbum homônimo, que teve o apoio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, a cantora contou com a participação de Henrique Matheus (guitarra e violões), Robinson Matos (bateria) e os produtores Barral (baixos) e André Lima (teclados), que afinaram um som seco, influenciado por baladas pop românticas salpicadas por um tempero indie.

Apesar de ter incluído regravações de Nando Reis (“Dessa Vez”) e Gilberto Gil (“Esotérico”) no álbum, das dez canções, três têm a assinatura de Roberta com parceiros, a exemplo de “Por Tantos Nomes” (Roberta Brasileiro e Barral Lima), com uma melodia pulsante que tangencia a fórmula indie dos Strokes. “Essa letra eu escrevi no banheiro de uma boate, quando bateu a inspiração. Mas no geral as letras saíram como um propósito: sentei para escrever com disciplina”, revela. Outro destaque do álbum é “Vem Acordar Comigo”, uma balada triste e inédita de Thiago Corrêa, do Transmissor; além de “Tudo Aquilo”, que ganhou letra da escritora Fernanda Mello – autora de hits do Jota Quest – e um clipe a ser lançado no show.

Agenda

O QUE. Roberta Brasileiro lança álbum homônimo e videoclipe da canção “Tudo Aquilo”

ONDE. CCCP (rua Levindo Lopes, 358, Savassi)

QUANDO. Hoje, às 21h

QUANTO. R$ 15 (preço único)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave