Manifestação pelas vítimas de ataque a jornal francês reúne 200 no RJ

Parte dos manifestantes usava camiseta com o dizer "Je Suis Charlie" (Eu Sou Charlie), frase que virou símbolo de repúdio ao ataque

iG Minas Gerais | Folhapress |

Cerca de 200 pessoas, entre brasileiros e franceses, se reuniram no Largo do Machado, zona sul do Rio, para fazer uma homenagem aos 12 mortos nesta quarta-feira (7) num atentado ao jornal satírico "Charlie Hebdo, em Paris. O jornal foi invadido por homens mascarados que abriram fogo.

Parte dos manifestantes no Rio usava camiseta com o dizer "Je Suis Charlie" (Eu Sou Charlie), frase que virou símbolo de repúdio ao ataque. No meio do largo foi colocado um cartaz com a mesma frase. Após o ataque, mais de 100 mil franceses foram às ruas em várias cidades do país em homenagem às vítimas. A hashtag #JeSuisCharlie se espalhou rapidamente pelas redes sociais.

"O que foi atingido hoje foi a liberdade de expressão. Na França, a gente vive com o problema da xenofobia. Nesta época de crise, todos estão apavorados", declarou uma das organizadoras do evento, a fotógrafa parisiense e moradora do Rio Charlotte Valade, 37.

"O que é importante nesses eventos de solidariedade pelo mundo afora é mostrar que não ficaremos calados e não queremos ceder ao medo. É trágico, estamos chocados, mas eles não vão conseguir calar ninguém", acrescentou. Segundo ela, a imprensa francesa está unida no objetivo de não se intimidar pelo ataque.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave