Homens armados sequestram combatentes do Estado Islâmico na Síria

Incidente aconteceu um dia depois de um egípcio, que seria uma autoridade da Al Hesbah na área, ter aparecido decapitado em Mayadin, acrescentou o OSDH

iG Minas Gerais | AFP |

Homens armados sequestraram nessa terça-feira (6) vários membros do grupo Estado Islâmico (EI), no leste da Síria - informou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), nesta quarta-feira (7).

De acordo com o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman, "homens armados não identificados armaram uma emboscada contra membros da força Al Hesbah do Estado Islâmico (a "polícia" do grupo jihadista), na cidade de Mayadin", na província síria de Deir Ezzor (leste).

Rahman não soube especificar o número de jihadistas sequestrados. O incidente aconteceu um dia depois de um egípcio, que seria uma autoridade da Al Hesbah na área, ter aparecido decapitado em Mayadin, acrescentou o OSDH.

De acordo com a ONG, o corpo desse indivíduo apresentava sinais de tortura e um cigarro na boca, com um cartaz que dizia "Isso faz mal, xeque". Aderindo a uma interpretação muito rigorosa do Islã, o EI proíbe fumar e, várias vezes, chegou a queimar o cigarro confiscado, além de punir pessoas que foram surpreendidas fumando.

O OSDH disse que outros dois ataques foram cometidos contra membros da "polícia" do EI nessa região. "Há uma escalada de operações contra Al Hesbah, porque estão prendendo pessoas e insultando sua dignidade por motivos como fumar", explicou Rahman.

O EI controla amplos territórios na Síria e no Iraque, onde impõe sua rígida interpretação do Islã e até criou um autoproclamado "califado". 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave