Termina sem sucesso negociação de trabalhadores com empresas aéreas

Última rodada, ocorrida no dia 18 de dezembro, Snea manteve reajuste salarial de 6,33% que equivale apenas à reposição da inflação, sem ganho real; trabalhadores pediam 11% de aumento, nesta quarta reduziram para 9%

iG Minas Gerais | Agência brasil |

Terminou sem sucesso a quinta rodada de negociação dos trabalhadores aeroviários e aeronautas, representados pela Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil da Central Única dos Trabalhadores, com o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas (Snea). A reunião foi feita na tarde de nesta quarta-feira (7) na sede do Snea, na capital paulista.

Em entrevista à Agência Brasil, o presidente da federação, Sérgio Dias, considerou a reunião “frustrante”. “Não houve avanço nenhum. As empresas mantiveram a proposta inicial, de não repassar nada de ganho real”, disse. Segundo Dias, uma nova rodada de negociação foi agendada para a próxima segunda-feira (12), na sede do Sindicato Nacional dos Aeronautas, em São Paulo, a partir das 14h.

Na última rodada de negociação, ocorrida no dia 18 de dezembro, o Snea manteve o reajuste salarial de 6,33% que, segundo a federação, equivale apenas à reposição da inflação, sem ganho real. A federação diz ainda que não houve avanço nos direitos sociais. Os trabalhadores pediam 11% de aumento salarial, mas hoje decidiram flexibilizar o aumento para 9%.

A data-base das categorias é 1º de dezembro e, segundo a federação, estão em campanha salarial cerca de 70 mil aeronautas (responsáveis pela segurança do voo dentro da aeronave tais como comissários, comandantes e copilotos) e aeroviários (responsáveis pela segurança do voo em solo) de todo o país. A campanha salarial começou de forma unificada, envolvendo aeronautas e aeroviários, mas em determinado momento eles decidiram dividir a mesa. Hoje, no entanto, a campanha voltou a ser unificada.

“Dessa vez, reunificamos as mesas de negociação dos aeronautas e aeroviários. Vamos aguardar uma decisão definitiva das empresas. Caso isso não aconteça, novas assembleias vão ocorrer no dia 14 para deliberarmos sobre o que será feito”, explicou Dias, ressaltando que isso pode significar novas mobilizações das categorias.

Procurada pela Agência Brasil, a assessoria de imprensa do Snea disse que as negociações continuam e que uma nova rodada será feito na próxima segunda (12).  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave