Meta é reduzir preconceito contra pobres, diz Tereza Campello

Uma das metas do ministério nos próximos quatro anos será diminuir o preconceito contra os pobres

iG Minas Gerais | Folhapress |

Tereza Campello disse que, agora, estatísticas comprovam impacto positivo do programa
Antonio Cruz/ABr - 7.3.2013
Tereza Campello disse que, agora, estatísticas comprovam impacto positivo do programa

Reconduzida ao cargo pela presidente Dilma Rousseff, a ministra Tereza Campello (Desenvolvimento Social) afirmou que uma das metas do ministério nos próximos quatro anos será diminuir o preconceito contra os pobres. "Nós temos um desafio grande. Nós estamos superando as desigualdades, conseguimos já superar a fome, vamos continuar reduzindo a pobreza. E existe um esforço a ser feito que é superar o preconceito contra a população pobre. É uma população que trabalha, que quer oportunidades e esse esforço é bom para todo o Brasil", disse Campello nesta quarta-feira (7), após uma inusual solenidade para marcar a transmissão do cargo para si mesma. Além da questão do preconceito, o ministério tentará melhorar a alocação de mão de obra. "Nos interessa aproximar cada vez essa população que têm feito curso de qualificação profissional com essas vagas que têm sido abertas. Como melhorar esse encontro? Essa é uma das grandes tarefas." Além disso, afirmou, será feito um "grande esforço para ampliar o acesso à creche de 0 a 3 anos". Campello usou o evento para criticar os gastos sociais no governo Fernando Henrique Cardoso. Segundo ela, "dois meses de Bolsa Família [cerca de R$ 4,4 bilhões] equivalem a mais de 8 anos somados, [e] atualizados, de tudo o que se gastou" no governo do tucano. Repetindo Dilma, a ministra disse também que nenhum "direito" será afetado pelo corte de gastos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave