Designer chegou atrasada a reunião e escapou de atentado que matou 12

Catherine Meurisse ficou em estado de choque após ver os atiradores fugindo do prédio onde funcionava o jornal "Charlie Hebdo"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Catherine Meurisse chegou a ver os atiradores enquanto fugiam
Reprodução Facebook
Catherine Meurisse chegou a ver os atiradores enquanto fugiam

A designer Catherine Meurisse, de 28 anos, que trabalha no "Charlie Hebdo", chegou tarde para a reunião da equipe editorial do jornal na manhã desta quarta-feira (7). Com isso, escapou do atentado que deixou 12 mortos e foi orquestrado por homens aparentemente treinados.

A jovem se aproximou do escritório do "Charlie Hebdo" enquanto os terroristas estavam fugindo. "Eu vi dois homens encapuzados que ainda estavam na rua quando eu cheguei ". Em estado de choque, ela não disse mais.

Leia tudo sobre: Charlie HebdoParisterrorismo