Presidente da Câmara anuncia mudanças para reduzir gastos

Também serão estudadas alterações no Regimento Interno da Casa

iG Minas Gerais | Da redação |

As ações foram acordadas em reunião com a Mesa Diretora e outros vereadores
Mila Milowiski
As ações foram acordadas em reunião com a Mesa Diretora e outros vereadores

O presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, Wellington Magalhães (PTN), anunciou em entrevista coletiva nesta terça (6) mudanças nos itens pagos com a verba indenizatória e na realização da cerimônia de entrega do Grande Colar do Mérito Legislativo. O objetivo é reduzir gastos. Também serão estudadas alterações no Regimento Interno da Casa.

As ações foram acordadas em reunião com a Mesa Diretora e os vereadores Daniel Nepomuceno (PSB), novo ouvidor, Bruno Miranda (PDT), novo corregedor, Preto (DEM), líder de governo, e Ronaldo Gontijo (PPS).

A verba indenizatória custeia despesas com serviços e materiais não disponibilizados diretamente pela Câmara aos parlamentares, ou disponibilizados em quantidade insuficiente para o exercício do mandato. Os vereadores Ronaldo Gontijo e Daniel Nepomuceno receberam a incumbência de apresentar à Mesa, no dia 26 de janeiro, uma proposta que limite os itens indenizáveis.

A ideia é que a Casa realize uma licitação única para gasolina, carro e motorista, diminuindo os recursos que o Legislativo repassa mensalmente aos parlamentares. Atualmente, gastos com combustível, manutenção e locação de veículos constam da lista de despesas indenizáveis pela Câmara aos parlamentares.

De acordo com o presidente, "a Câmara Municipal e os vereadores concordam com a diminuição do custo". Ele acredita que não haverá dificuldades para a implementação da medida. "Nós estamos fazendo as coisas às claras, conversando com a Mesa, trazendo a proposta, conversando com o Colégio de Líderes, então, não é uma coisa isolada, é uma coisa em conjunto, e, na hora em que eu propus isso aqui, nenhum deles questionou", explica.

Além de Wellington Magalhães, a nova Mesa Diretora tem como 1º vice-presidente o vereador Henrique Braga (PSDB), como 2º vice Pablo César Pablito (PV), como secretário geral Coronel Piccinini (PSB), como 1º secretário Dr. Nilton (PROS) e como 2º secretário Pelé do Vôlei (PTdoB).

Regimento Interno

Os vereadores Preto e Ronaldo Gontijo foram incumbidos de apresentar, no dia 26 de janeiro, uma proposta com modificações no conjunto de normas que regem o funcionamento da Câmara. "Hoje, um ou dois vereadores conseguem parar a Casa. Nós não podemos deixar acontecer isso, senão, a cidade para", argumenta Wellington Magalhães, para quem o Regimento Interno deve trazer dispositivos que assegurem a tramitação dos projetos de interesse da cidade.

Entrega de comenda

O presidente também anunciou que a cerimônia do Grande Colar do Mérito Legislativo, que nos últimos anos foi realizada no Minas Centro, será transferida para a sede da Câmara Municipal. O Grande Colar que é a maior honraria do Legislativo Municipal, é concedido a pessoas e entidades que contribuíram para elevar os padrões da sociedade belo-horizontina pela prestação de serviços notáveis ou por excepcional mérito.

De acordo com Wellington, a medida deverá gerar uma economia com o aluguel do espaço, além de reduzir o número de agraciados. Superintendência de Comunicação Institucional

Leia tudo sobre: Wellington MagalhãesCâmara