Gilvan admite que Egídio pode sair; empresário se cala

Dnipro, da Ucrânia, quer a contratação do lateral-esquerdo celeste, destaque da Raposa nas últimas duas temporadas

iG Minas Gerais | DIEGO COSTA |

Egídio terá nova oportunidade entre os titulares do Cruzeiro
Washington Alves/VIPCOMM
Egídio terá nova oportunidade entre os titulares do Cruzeiro

Após a novela com o volante Lucas Silva e o Real Madrid, é a vez do lateral-esquerdo Egídio, de 28 anos, ser o protagonista das especulações sobre uma possível saída da Toca da Raposa II. O Dnipro, da Ucrânia, fez a proposta na última segunda-feira, que ainda está sendo apreciada pelo clube celeste. 

 

Em contato com a reportagem do Super FC, o presidente Gilvan de Pinho Tavares disse que ainda não há definição quanto à situação do jogador. 

"A situação segue a mesma. Houve a tentativa ontem (segunda). Qualquer jogador do Cruzeiro é negociável, desde que tenha uma proposta que agrade o clube. No caso do Egídio, estamos conversando ainda", disse o dirigente da Raposa. Os valores oferecidos não foram confirmados pelo mandatário.

Já o empresário do jogador, Eduardo Uram, foi procurado pela reportagem, mas disse que não irá comentar o caso. 

No Cruzeiro desde de 2013, Egídio fez 106 partidas pelo clube e marcou quatro gols. Ajudou o time na conquista do Campeonato Mineiro de 2014 e do bicampeonato brasileiro. Caso deixe a Toca II, o técnico Marcelo Oliveira terá à disposição, para a lateral esquerda, Gilson, que retorna de empréstimo do América, e Breno Lopes, que teve poucas oportunidades no ano passado.

Leia tudo sobre: CruzeiroEgídiofutebolDniprolateral-esquerdointeresse