Inflação na capital ultrapassou o limite em 2014 e chegou a 6,91%

Além disso, o valor da cesta básica também aumento e chegou a custar quase metade de um salário mínimo

iG Minas Gerais | LUDMILLA PIZARRO |

Em 2014, a inflação em Belo Horizonte estourou o teto estabelecido pelo Banco Central, principalmente nos últimos meses do ano. Enquanto a meta da inflação é de 4,5% e o limite máximo é 6,5%, a capital registrou um índice de 6,91% de inflação no ano passado.

Os dados foram divulgados na manhã desta terça-feira (6) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead). O número corresponde ao acumulado dos 12 meses de 2014.

Segundo o coordenador interino do Ipead, Eduardo Antunes, o maior vilão da inflação em Belo Horizonte foram as excursões, ou seja, as viagens de turismo e lazer. Ele também citou as tarifas públicas como um dos determinantes para o aumento da inflação.

Cesta básica

Outro aumento que promete mexer no bolso dos belo-horizontinos é em relação ao valor da cesta básica que, em dezembro subiu 1,68%¨em relação ao mês de novembro, chegando a custar R$ 326,16. Isso corresponde a quase metade do salário mínimo: 45,5%.

Neste caso, o maior vilão foi o chã de dentro, uma das carnes que integra a cesta básica na capital. 

Leia tudo sobre: IPEADinflaçãocesta básica