Morre o fotógrafo José Goés

Políticos de destaque e momentos da história de BH foram registrados por suas lentes

iG Minas Gerais |

Políticos. José Goés mantinha um acervo de fotografias de importantes políticos brasileiros, como JK e Tancredo Neves
Pedro Vilela/ O Tempo
Políticos. José Goés mantinha um acervo de fotografias de importantes políticos brasileiros, como JK e Tancredo Neves

Morreu na noite de anteontem, aos 77 anos, vítima de um AVC, o fotógrafo José Góes, entusiasta do bairro Santa Tereza e importante personagem da história da fotografia em Belo Horizonte. Além de ter ficado conhecido como o fotógrafo oficial do Palácio da Liberdade na época da ditadura, ele também fotografou a rotina do ex-presidente Juscelino Kubitschek, e mantinha um acervo com fotos tiradas ao longo de sua carreira.

Em seus últimos anos, o fotógrafo ajudou a fundar a confraria São Gonçalo, no Santa Tereza, onde se reunia frequentemente com amigos e vizinhos. As paredes do local eram forradas de imagens feita por ele, da própria confraria, mas também de episódios que marcaram a sua carreira, como fotos de JK, Tancredo Neves e do papa João Paulo II.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave