Adolescente ameaça policias com faca e é morto a tiros

Conforme versão dos policiais, garoto de 16 anos teria sacado faca e ameaçado de furá-los, afirmando que não tinha medo de "homem nem de polícia"

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Um adolescente de 16 anos foi morto a tiros, na noite deste domingo (4), após sacar uma faca e tentar atacar dois policiais militares afirmando que não tinha medo de "homem nem de polícia", no povoado de Tejuco, na zona rural de Patrocínio, na região do Alto Paranaíba. 

Conforme as informações da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) da cidade, o dono de um restaurante localizado às margens da MG-230 entrou em contato por volta das 21h30 avisando que um suspeito tentava quebrar o vidro para invadir o estabelecimento. Uma viatura que fazia uma blitz na MG-187 se deslocou para o local, porém, os militares não encontraram o suspeito. 

Em determinado momento, uma testemunha passou e avisou aos policiais que o adolescente estaria voltando ao restaurante, desta vez armado de uma faca, para realizar um roubo. Pouco tempo depois, os dois policiais avistaram o garoto e passaram a conversar com ele, pedindo que ele parasse onde estava. 

O adolescente teria desrespeitado a ordem e continuou andando chegando a ameaçar a dupla de PM's. Ele teria dito que iria "furar" eles e que não tinha medo "de homem nem de polícia". Quando o suspeito sacou a faca e partiu para cima dos militares, ambos sacaram suas armas e efetuaram disparos, sendo que três deles atingiram o rapaz no braço, na bochecha e no tórax, ainda segundo a PMRv.

Os policiais imediatamente socorreram o adolescente até o Pronto-Socorro de Patrocínio, porém, ele acabou não resistindo aos ferimentos e morreu. O menor era morador do povoado e já tinha inúmeras passagens pela polícia, ainda de acordo com a corporação, entre elas por tentativa de homicídio, ameaças, dano, receptação e porte de drogas. 

Ainda conforme a PMRv, um inquérito policial será aberto para apurar qual dos dois policiais efetuaram os disparos que atingiram que mataram o menor, já que ambos atiraram. As armas foram apreendidas.