Fora da curva

Em “Felizes Para Sempre?”, nova minissérie da Globo que estreia no dia 26, Paolla Oliveira vive mulher sensual e misteriosa

iG Minas Gerais | Luana Borges |

Experiência. 
Para Paolla, interpretar uma personagem que leva uma vida dupla é muito instigante
Globo/Zé Paulo Cardeal
Experiência. Para Paolla, interpretar uma personagem que leva uma vida dupla é muito instigante

Paolla Oliveira nunca se preocupou com os estereótipos que a televisão cria. Tanto que, em dez anos de teledramaturgia, interpretou várias personagens com o perfil de boa moça. Entre elas, a Sônia de “O Profeta”, a Marina de “Insensato Coração” e a Paloma de “Amor à Vida”. Na verdade, o que importa para a atriz é explorar novos recursos cênicos a cada papel que aparece. “Acredito que esse rótulo está na cabeça das pessoas. Estou aberta para personagens que me enriqueçam”, argumenta. E, pelo visto, material para isso não vai faltar em seu próximo trabalho. Afinal, em “Felizes Para Sempre?”, minissérie que a Globo exibe a partir de 26 de janeiro, ela interpreta Denise, uma mulher misteriosa que, durante o dia, faz faculdade de Moda e, à noite, trabalha como garota de programa. “A personagem é muito rica e me instiga como atriz”, explica.

Assinada por Euclydes Marinho e produzida pela O2, a história é uma releitura de “Quem Ama Não Mata”, minissérie exibida em 1982 e escrita pelo próprio autor. “Felizes Para Sempre?” mostra a vida de cinco casais, ligados entre si de alguma maneira, seja por relações familiares ou profissionais. A personagem de Paolla namora Daniela, interpretada por Martha Nowill. As duas moram juntas em um apartamento em Brasília, mas escondem seus próprios segredos. Apreciadora de obras de arte, Denise também gosta de tocar piano. Mas à noite ela se transforma em Danny Bond, uma sedutora garota de programa que se envolve com o casal Marília e Cláudio, de Maria Fernanda Cândido e Enrique Diaz. “Interpreto uma mulher que não é só boa e nem só má. Tem mil facetas: é meiga, carismática, venenosa, ambiciosa, romântica, mocinha, vilã... É intrigante e também está se descobrindo durante a série”, constata a atriz.

Sem medo de mostrar o corpo em cena Para mergulhar no universo de Denise, a primeira iniciativa de Paolla Oliveira foi ler o roteiro com atenção e esmiuçar as relações que sua personagem estabelece dentro da trama. “Isso me ajudou a entender um pouco a personalidade confusa, forte e cheia de dubiedade do meu papel”, conta. Na pele de uma universitária que também trabalha como garota de programa, Paolla protagoniza algumas cenas mais “quentes. Mas a atriz lida de forma natural com a exposição do corpo. “Acredito que cena sensual causa um frisson e ainda há muitos tabus relacionados a isso. Mas, se estão dentro de um contexto, sem dúvida, existe um propósito e contam a história também”, pondera.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave