Ah, se eu ganhasse...

iG Minas Gerais |

Hélvio
undefined

O que você faria se ganhasse na Mega-Sena da virada? Aposto que muita gente pensou nisso ao menos uma vez durante a última semana. Esse desejo tão irreal esteve pulsando mais forte no coração de milhares de brasileiros, afinal, não é sempre que se tem a possibilidade de ganhar R$ 263,29 milhões apenas preenchendo uma cartelinha. Eu joguei. O sonho de ganhar todo aquele dinheiro de “presente de Natal atrasado” foi muito intenso e eu realmente queria ser a sorteada! Que ilusão... Desde pequena só ganho sorteios ruins. Uma vez, ganhei no bingo. O prêmio era uma blusa de homem. Vermelha. Tão feia que nem meu pai nem meu irmão quiseram de presente. Virou camisola. No colégio, nenhuma colega queria fazer trabalho em grupo comigo. O motivo? Meu nome sempre era o sorteado para apresentar na frente da sala e, com isso, o grupo inteiro sofria. Ganhei umas entradas para uma peça, em uma ocasião. Chegando lá, fiquei sabendo que a apresentação tinha sido cancelada exatamente naquele dia, porque o ator principal estava doente. Acho que os cifrões da Mega-Sena me ofuscaram, porque até me esqueci dessa minha costumeira falta de sorte! Quando saiu o resultado, fiquei lá, toda esperançosa procurando os meus números no meio dos sorteados. Errei todos! Mas quatro pessoas acertaram... E então me peguei imaginando: O que esses quatro sortudos sentiram quando descobriram que haviam ganhado? Será que surtaram? Gritaram? Sumiram no mundo? Como a vida dessas pessoas vai mudar? Como estarão gastando o dinheiro nesse exato minuto? Coloquei-me no lugar deles, já que sonhar ainda é de graça. O que eu estaria fazendo se tivesse ganhado esse prêmio sozinha? Provavelmente teria viajado. Daria uma de Mamãe Noel, colocaria minha família, meu noivo e minhas amigas em um avião e rumaria para algum lugar com neve, porque com certeza minha primeira atitude seria fugir desse calor insuportável que está fazendo. Só na volta, depois de aproveitar bastante (e com a cabeça fria) é que eu pensaria o que fazer com toda aquela grana. Provavelmente viraria uma espécie de fada madrinha e sairia realizando alguns sonhos. * Fundaria uma ótima gravadora e também uma grande editora para contratar artistas e escritores talentosos que nunca tem espaço. * Daria uma casa de praia para o meu irmão, um apartamento na Itália para a minha mãe, uma fazenda para o meu pai, entre outros “presentinhos”... Acho que eles ficariam bem felizes! * Criaria e manteria uma instituição para abrigar cachorros e gatos abandonados, outra que garantisse saúde e educação para um grande número de crianças carentes e ainda outra que garantisse o conforto de idosos. Mas claro que eu me lembraria das minhas amigas queridas... Acho que se eu ganhasse aquele dinheiro todo poderia dar um carro zero para cada uma delas! Seria um bom presente, né? Só faltou o meu amor... Como eu gostaria de dar o mundo para ele, deixaria que ele mesmo escolhesse o seu presente, desde que não fosse algo que o levasse para longe de mim, afinal, não teria graça nenhuma desfrutar do resto do meu prêmio sem a companhia dele. Assim, contrariando o ditado que diz que “dinheiro não traz felicidade”, eu acho que eu seria, sim, muito feliz, fazendo também felizes as pessoas que eu amo e quero bem. Aposto que os ganhadores não esperavam ganhar. No fundo eu também não acreditei que ganharia e nem que possa ganhar algum dia, mas — pelo sim, pelo não — vou fazer uma nova aposta essa semana... E você? O que faria se ganhasse na loteria? Está esperando ganhar para pensar nisso? Olha que os sonhos costumam se realizar apenas quando não estamos esperando... E, se eu fosse você, estaria preparado. O próximo prêmio é de R$ 3 milhões. Já dá pra começar a sonhar. Só não vale se esquecer de passar primeiro em uma casa lotérica...

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave