Receita obriga a identificar clientes

“Em 2014, dos 27 milhões de declarações recebidas pela Receita, 937 mil caíram na malha fina e dessas 368 ficaram retidas pelo motivo gastos médicos elevados”

iG Minas Gerais |

Liberais vão fornecer CPF de clientes
Stockxpert/divulgação
Liberais vão fornecer CPF de clientes

SÃO PAULO. Com o objetivo de reduzir o número de contribuintes pessoa física que têm o Imposto de Renda retido na malha fina, a Receita Federal determinou que, a partir deste mês, profissionais liberais estarão obrigados a informar no programa do Recolhimento Mensal Obrigatório, o carnê-leão, o CPF de cada um de seus clientes.

A medida, que entrou em vigor no dia 1º de janeiro e vale para a declaração de IR pessoa física de 2016, ano-base 2015, permitirá à Receita cruzar as informações fornecidas no ajuste de contas pelo contribuinte pessoa física com a de médicos, dentistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, etc, explicou Genilmar Rodrigues, chefe da Divisão de Cobrança do Imposto de Renda Pessoa Física. “Em 2014, dos 27 milhões de declarações recebidas pela Receita, 937 mil caíram na malha fina e dessas 368 ficaram retidas pelo motivo gastos médicos elevados”, afirma.

Com a inclusão do CPF no programa do carnê-leão pelos profissionais liberais, muitos contribuintes pessoa física poderão ter suas declarações liberadas com apenas um trabalho de cruzamento de informações, segundo informações da Receita Federal.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave