Comércio deverá ser criativo

A segurança também é citada pelo presidente da CDL-BH como uma preocupação na hora de abrir a loja no feriado

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

O comércio precisará de estratégias criativas para garantir as vendas durante os feriados prolongados de 2015. Essa é a opinião de Bruno Falci, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH). “Cada empresário deverá criar sua própria estratégia, considerando o seu mercado, a sua localização, a sua realidade para garantir o faturamento nestes feriados prolongados”, afirma Falci.  

O presidente da CDL-BH, entretanto, lembra que o turismo em Belo Horizonte está se desenvolvendo, e isso pode ser positivo para o comércio local. “Antigamente ficar em Belo Horizonte no feriado, como no Carnaval, era considerado uma vergonha, mas hoje não é mais assim. Os blocos de bairro estão atraindo muita gente”, declara.

Bruno Falci, porém, afirma que nos feriados prolongados a tendência do comércio local é ficar fechado e isto pode acarretar perda de vendas. “O comércio fica fechado mesmo. Mas não se trata apenas de uma opção. Temos que lembrar que existe um aumento do custo de manter a loja aberta no feriado, em função de acordos trabalhistas”, ressalta.

A segurança também é citada pelo presidente da CDL-BH como uma preocupação na hora de abrir a loja no feriado. “A segurança diminui nestes períodos do ano, principalmente quando os outros estabelecimentos no entorno não abriram também”, explica.

Falci, porém, acredita que diante de um ano “de ajustes” como será 2015, será importante que os empresários utilizem de todos os recursos que tiverem para garantir o faturamento. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave