A voz da Massa

iG Minas Gerais |

Saudações alvinegras. Não vejo a hora de começar a temporada, só para acabarem as especulações sobre chegadas e saídas de jogadores. Por exemplo, correm boatos de que vários clubes, inclusive o nosso, andam pensando em contratar o meia-armador colombiano Cárdenas. Eu, sinceramente, não o vejo como reforço ideal para fazer companhia a Dátolo e Dodô. O Galo vai precisar contratar mais um para a posição, mas esse “mais um” não é o Cárdenas. Já o vi atuando algumas vezes e acho o futebol dele muito burocrático, cheio de toquinhos para os lados e pouco objetivo. Cárdenas não faz o estilo de jogo do Galo, que é de um ritmo rápido e envolvente. Opa! Eu disse que não gosto de especulações, mas já estou fazendo exatamente a mesma coisa! Por isso eu quero que termine logo essa fase chata entre temporadas e que os empresários saiam logo de campo.

A voz Celeste Saudações celestes, nação azul. Hoje o maior de Minas faz aniversário, e que honra representar o time que leva com valor o nome de Minas ao mundo. Parabéns, Cruzeiro, por sua história, repleta de glórias incontestáveis. Quero agradecer a todos do Super Notícia pela honra de fazer parte da história deste que é um dos maiores veículos de comunicação do nosso Estado. Não posso deixar de citar o grande cruzeirense Serginho, que representou tão bem as cores do Cruzeiro por aqui e me recomendou aos ilustres Rogério Mauricio e Geremias Sena. Talvez me faltem adjetivos para expressar a alegria em ter toda a equipe na minha vida. Obrigado especial aos colegas Edgar e Marco Antônio e a cada leitor que se dispõe a acompanhar o nosso trabalho, sem importar a cor da sua camisa. Podemos ser rivais sempre, inimigos jamais! Feliz 2015, e Deus abençõe a todos!

Avacoelhada João Ricardo e Leandro Guerreiro serão os únicos remanescentes do time considerado titular nas últimas rodadas da Série B. O começo das negociações com os outros titulares deveria ter acontecido durante o Brasileirão, antes da eleição do novo conselho de administração. É bom lembrar os mais escalados no segundo turno: João Ricardo; Pablo, Adalberto, Vitor Hugo, Raul; Guerreiro, Andrei, Renan, Gilson; Willians e Obina. Com a saída da maioria, a permanência dos reservas precisaria ser minimizada. A opção seria contratar reforços qualificados em condições de assumir a titularidade. Sem essas contratações, a solução deve ser aproveitar o entrosamento do sub-20 e formar um time mesclado. Exemplo: João Ricardo, Robertinho, Messias, Wesley ou Anderson, Carlos Renato; Guerreiro, Renato Bruno, Patrick, Xavier; Bruno Sávio e Rodrigo Silva.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave