Padilha diz que Brasil deve aproveitar alta demanda por viagens aéreas

Sobre os preços das tarifas aéreas, o novo ministro disse que essa é "uma questão de mercado", mas que a "presidente Dilma já sinalizou que pode subvencionar a aviação regional"

iG Minas Gerais | Agência Brasil |

O novo ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, disse hoje que o Brasil deve aproveitar as oportunidades que estão surgindo com o crescimento da demanda por viagens de avião. “O governo deve estar a frente disso”, disse. Pouco antes de ser empossado, Padilha disse que 70% das viagens interestaduais hoje são feitas de avião, movimento que inverteu a realidade de dez anos atrás que dava prioridade às viagens de ônibus.

"Temos de nos dar conta de que é uma oportunidade para as empresas do setor: o governo deve ser o indutor desse processo", disse. Padilha disse ainda que já se inteirou de detalhes da pasta com o ex-ministro Moreira Franco.

Sobre os preços das tarifas aéreas, o novo ministro disse que essa é "uma questão de mercado", mas que a "presidente Dilma já sinalizou que pode subvencionar a aviação regional".

Questionado sobre o relacionamento de seu partido, o PMDB, com o governo, Padilha disse que a relação está  "ótima". Minimizou a disputa com o PT pela presidência da Câmara dos Deputados. "A disputa entre os partidos é perfeitamente compreensível sem que isso tenha qualquer efeito sobre a base de sustentação",disse. "A disputa é legítima, mas - encerrada ela - vamos honrar os nossos compromissos na base do governo", completou.

Leia tudo sobre: aviaçãopadilhapolíticatarifas aéreas