Homem lança granadas contra policiais na presidência turca

O atentado foi realizado por um indivíduo "membro de uma organização terrorista conhecida" e teve como alvo policiais que protegem o edifício

iG Minas Gerais | AFP |

Um homem armado foi detido nesta quinta-feira depois de ter lançado duas granadas que não chegaram a explodir contra policiais de guarda em frente ao palácio imperial otomano, que também abriga o gabinete do presidente turco em Istambul, informou o comandante da polícia da cidade, Selami Altinok.

O funcionário disse que o ataque, que não deixou feridos, foi realizado por um indivíduo "membro de uma organização terrorista conhecida" e teve como alvo policiais que protegem o edifício, que além de ser gabinete do presidente, Recep Tayyip Erdogan, também é um local turístico no lado europeu da cidade.

"Duas granadas de mão não explodiram. (O agressor) foi rapidamente controlado" pelos policiais, explicou o funcionário aos jornalistas.

A pessoa, que não foi identificada pelas redes de televisão, carregava uma metralhadora e uma pistola, e começou a atirar contra o edifício antes de lançar uma granada, disse o canal.

Integrantes do esquadrão antibombas da polícia conseguiram neutralizar o artefato explosivo, segundo o canal NTV.

O incidente não deixou feridos.

"Este indivíduo queria atacar os policiais", disse Altinok.

Leia tudo sobre: turquiaatentadoterrorismogranadabomba