Morre aos 80 anos ex-premiê libanês Omar Karami

Karami foi o primeiro presidente do país pós guerra civil (1975-1990) e era simpático ao regime sírio

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Morreu nesta quinta-feira (1º), aos 80 anos, o ex-premiê do Líbano Omar Karami. O anúncio foi feito pela família nesta manhã.

Karami foi o primeiro presidente do país pós guerra civil (1975-1990) e era simpático ao regime sírio. A saúde do ex-mandatário piorou nos últimos dois anos e ele tinha um câncer no estômago. No entanto, ainda não se sabe se o tumor foi ou não a causa de sua morte.

Karame faz parte de uma família sunita com histórico importante na politica local. Seu pai, Abdel Hamid Karami, foi um dos artífices da independência do pais. Seu irmão, Rachid Karame, também foi primeiro-ministro e foi assassinado em 1987.

Karami ocupou o posto por duas vezes. Entre 1990 e 1992 e entre 2004 e 2005. Nas duas vezes, porem, renunciou ao cargo quando pressões tornaram-se insuportáveis.

Em seu primeiro governo, teve de reconstruir um país recém saído de guerra civil. Acabou renunciando por conta das pressões das ruas, quando o custo de vida no país aumentou e a moeda se desvalorizou.

O movimento que o derrubou ficou conhecido como "Revolução dos Pobres".

Karame foi sucedido por seu inimigo político e contrário aos sírios Rafic Hariri. Em seu segundo mandato, renunciou quando seu inimigo politico Hariri foi assassinado. À época, havia boatos de que o crime poderia estar ligado ao regime sírio de Bashar al-Assad, a quem Karami era muito próximo e simpático, o que gerou uma pressão insustentável ao regime de Beirute.

Karami deixa mulher e quatro filhos.

FOLHAPRESS

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave