EUA confirmam morte de líder shebab em ataque aéreo na Somália

Pentágono confirmou nesta quarta-feira (31) a morte de um chefe de inteligência dos islamitas somalis shebab, abatido pelo disparo de um drone americano na última segunda-feira (29)

iG Minas Gerais | AFP |

O Pentágono confirmou nesta quarta-feira (31) a morte de um chefe de inteligência dos islamitas somalis shebab, abatido pelo disparo de um drone americano na última segunda-feira (29), no sul da Somália.

Autoridades somalis haviam anunciado nesta terça-feira (30) a morte de Abdishakur, também conhecido como Tahlil, em "uma operação conjunta" realizada pela segurança nacional somali e os Estados Unidos.

"O Departamento de Defesa obteve a confirmação de que Tahlil Abdishakur, chefe de inteligência dos shebab, morreu em um ataque aéreo em 29 de dezembro, diz um comunicado do Pentágono.

O ataque aconteceu perto de Saccow, sul do país, e foi realizado por um drone, acrescentou o departamento.

"Graças a informações confiáveis da inteligência, as forças conseguiram atingir o veículo em que Tahlil se encontrava, com a ajuda de mísseis Hellfire", diz o texto.

Segundo a agência somali, Tahlil substituiu Zakariya Ismail Ahmed Hersi, um dos líderes mais importantes da milícia, que se rendeu na semana passada.

De acordo com o Pentágono, sua morte "terá um impacto significativo" sobre os shebab, islamitas ligados à Al-Qaeda.

Os shebab perderam terreno nos últimos anos na Somália, apesar de continuarem realizando ataques espetaculares, principalmente na capital somali, Mogadíscio, e também no vizinho Quênia.

Os Estados Unidos lideraram uma intensa campanha militar contra os rebeldes. Em setembro, seu líder, Ahmed Abdi Godane, morreu em um ataque aéreo americano.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave