Oliveira comemora ano e já pensa em longa carreira no Cruzeiro

Treinador também lembra que os títulos conquistados em 2014 vieram de um trabalho conjunto entre time, diretoria e o próprio comandante

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pelo segundo ano, Marcelo Oliveira foi eleito o melhor técnico do Brasileirão
RAFAEL RIBEIRO/ CBF
Pelo segundo ano, Marcelo Oliveira foi eleito o melhor técnico do Brasileirão

No ano de 2014, o técnico Marcelo Oliveira levou o Cruzeiro a conquistar um feito inédito na sua história: se tornar bicampeão Brasileiro consecutivo, e consequentemente, o tetracampeonato nacional. E o sucesso do trabalho do comandante, também o rendeu o prêmio de melhor treinador do Brasileirão, pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pela segunda vez seguida.  E agora que o ano está chegando ao fim, o treinador celeste fez questão de lembrar a bela temporada do Cruzeiro e os feitos, que, para ele, são um somatório da união da equipe, diretoria e do trabalho do comandante. 

“Eu me sinto orgulhoso, honrado e, ao mesmo tempo, tenho que destacar que esses títulos só foram possíveis devido ao esforço de toda a equipe. Nós chegamos aos nossos objetivos graças ao trabalho conjunto entre diretoria e comissão técnica, além de jogadores que possuem prazer de trabalhar no Cruzeiro. O técnico não deve ser tão exaltado quando os resultados são bons e nem ser massacrado quando as coisas não acontecem, o treinador é somente uma peça da engrenagem”, afirmou Oliveira.

Considerado pelos especialistas do futebol como um dos melhores técnicos do momento, Marcelo Oliveira tem um estilo de comando, que coloca em prática o belo futebol desempenhado por ele, nos anos 70, quando fez história como jogador do Atlético.

Mas nesses dois anos como treinador do Cruzeiro, Oliveira não viveu apenas momentos felizes. O comandante precisou superar a desconfiança da torcida – que em primeiro momento, não o queria liderando o time estrelado, por ter sido um craque do Galo -, além da necessidade de mostrar bons resultados em pouco tempo. E devido ao belo trabalho desempenhado, as conquistas logo chegaram: dois Campeonatos Brasileiros (2013 e 2014) e um Campeonato Mineiro (2014).

E o sucesso do comandante rendeu o interesse de outras equipes brasileiras, mas o Bicampeão Brasileiro optou por continuar liderando a equipe estrelada, e renovou contrato com o Cruzeiro, por mais um ano. O objetivo, segundo o próprio treinador, é manter uma filosofia de trabalho que possa render novas conquistas, o que não é muito comum no futebol brasileiro.

“Tenho como objetivo permanecer no Cruzeiro por muito tempo e quebrar essa cultura equivocada que existe no Brasil, onde há uma troca constante de treinadores nas equipes. Quero mostrar, aqui no Cruzeiro, que é possível manter um técnico no cargo por um tempo maior, basta alinhar um bom planejamento ao trabalho”, concluiu o comandante. 

Além dos dois títulos nacionais e um regional com a Raposa, Marcelo Oliveira também é dono do melhor aproveitamento de um técnico no comando do time estrelado. Ao todo, o treinador em 136 partidas à frente do time celeste, e obteve 92 vitórias, 23 empates e apenas 21 derrotas.  

Leia tudo sobre: marcelo oliveiracruzeiro2014campeonato brasileira