Moradora que teve casa atingida por peça quer remoção de aeroporto

A dona de casa Lia Lara, 65, e o aposentado Joel Pereira da Silva, 68, foram surpreendidos por uma peça da aeronave que caiu dentro da casa deles

iG Minas Gerais | Bernardo Almeida |

Um pedaço da fuselagem caiu na casa de Lia Lara e Joel Pereira da Silva
Bernardo Almeida / Webrepórter
Um pedaço da fuselagem caiu na casa de Lia Lara e Joel Pereira da Silva

O susto foi grande para um casal morador do bairro Carlos Prates quando, na tarde desta terça-feira (30) um avião caiu na marginal do Anel Rodoviário.

A dona de casa Lia Lara, 65, e o aposentado Joel Pereira da Silva, 68, foram surpreendidos por uma peça da aeronave que caiu dentro da casa deles. “Eu estava do lado de fora quando vi aquela chapa branca voando bem perto. Na hora, achei até que fosse um bumerangue”, lembra o aposentado.

Ainda bastante abalada, a dona de casa afirmou que não concorda com a existência do aeroporto em um local tão próximo a residências e à principal rodovia do Estado. “Sorte que não atingiu ninguém, mas eles têm que tirar esse aeroporto daí”, contou. Ela afirmou que, na hora do acidente, tudo aconteceu muito rápido e assustou os moradores. “De repente ouvi um barulho muito grande e vi um clarão”, diz.

O avião decolou do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, com destino à Belo Horizonte e caiu na marginal do Anel Rodoviário, na altura do Carlos Prates, próximo à saída da avenida Pedro II. O piloto, de 23 anos, ficou ferido. Segundo informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros, a aeronave iria pousar no aeroporto da Pampulha e, durante o voo, pediu autorização para descer no Carlos Prates. Ainda não se sabe o que causou a queda.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave