Mesmo inconsciente, Bianchi já passa por fisioterapia, diz família

O comunicado foi feito nesta terça-feira, pelos pais do piloto da Marussia, que sofreu uma grave lesão cerebral após um acidente no GP do Japão, em outubro

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Bianchi tem como melhor resultado no ano um 13º lugar, no GP da Malásia
Divulgação / Página Oficial
Bianchi tem como melhor resultado no ano um 13º lugar, no GP da Malásia

O piloto francês, Jules Bianchi, ainda está inconsciente - após sofrer uma grave lesão cerebral em um acidente no GP do Japão, em outubro- mas  já passa por fisioterapia. A informação foi divulgada nesta terça-feira, em comunicado oficial da família publicada nas redes sociais do piloto da Marussia – equipe que fechou as portas em novembro deste ano. 

Segundo os familiares de Jules, o francês segue sendo tratado no Hospital Universitário de Nice, na França, mas a situação neurológica do corredor de 25 anos, permanece inalterada.

O acidente de Bianchi aconteceu durante o GP do Japão, no circuito de Suzuka, no dia 5 de outubro. Devido a forte chuva que caía sobre a pista, o francês perdeu o controle do carro e bateu no guindaste que retirava a Sauber, de Adrian Sutil, que havia se acidentado poucos minutos antes.

Confira o comunicado oficial na íntegra divulgado pela família de Jules Bianchi:

"Como estamos chegando ao final de um ano muito difícil para nossa família, gostaríamos de aproveitar a oportunidade para fornecer novas informações a respeito da situação médica de Jules, seguindo nosso objetivo de repassar informações, sempre que apropriado, aos seus vários fãs.

Foi um passo significativo e muito reconfortante poder levar Jules de volta para a França no mês passado, para continuar sua reabilitação,  próximo dos seus familiares e amigos. Isso é muito importante para Jules e para nós.

Desde então, Jules tem recebido o melhor tratamento da UTI do Centro Hospitalar Universitário de Nice, e agora do centro de reabilitação do CHU para o seu tipo de trauma.

A situação neurológica de Jules permanece inalterada: ele está inconsciente, mas respira sem ajuda de aparelhos. Embora isso não seja uma novidade, nós ficamos aliviados com o fato de Jules continuar lutando, o que já sabíamos que aconteceria, e isso tem permitido aos médicos começar, conforme o planejado, mas de maneira extremamente cuidadosa, um programa de reabilitação terápica (fisioterapia).

Observando os acontecimentos dos últimos meses, nós gostaríamos de agradecer novamente todo o carinho e afeição que tem sido mostrado pelo nosso filho. Continuam sendo momentos de desafio para a nossa família, mas só de saber que ele tocou as vidas de tantas pessoas ao redor do mundo nos ajuda a seguir adiante.

Nós também gostaríamos de reconhecer o respeito e o apoio mostrados pela imprensa com a nossa família durante esse período, pelos quais demonstramos extrema gratidão.

Nós continuaremos disponibilizando informações assim que possível e nosso sincero agradecimento por todos que continuarem rezando por Jules."