IPTU e outros tributos têm reajuste de 6,46% em BH

Decreto assinado por Marcio Lacerda foi publicado no "Diário Oficial do Município" nesta terça e diz respeito também é taxas de lixo e iluminação; contribuinte já pode imprimir guias nesta quarta

iG Minas Gerais | Da Redação |

Os moradores da capital podem preparar o bolso para pagar mais caro alguns impostos e taxas a partir do ano que vem. A Prefeitura de Belo Horizonte decretou nesta terça-feira (30) o reajuste dos valores, entre eles o do Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), que deverão sofrer aumento de 6,46% já a partir de janeiro.

O cálculo feito a partir do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial  (IPCA-E), apurado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2014, também inclui a Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos Urbanos (TCR), a Contribuição para o Custeio dos Serviços de Iluminação Pública (CCIP) e a Taxa de Fiscalização de Aparelhos de Transporte (TFAT).

Conforme publicação do "Diário Oficial do Município" (DOM) desta terça-feira, os belo-horizontinos terão até 15 de fevereiro para efetuar o pagamento relativo a 2015 do IPTU, da TCR, da TFAT e, no caso de imóveis não edificados, da CCIP. Os contribuintes podem optar pelo parcelamento do valor dos tributos ou por adiantar as parcelas. Quem optar por adiantar, no mínimo, duas parcelas até o pagamento integral à vista, terá desconto de 7% e poderá fazer o acerto até o dia 20 de janeiro de 2015.

A partir de 5 de janeiro, começa a ser enviado o primeiro lote de guias de IPTU para a casa dos contribuintes. Quem quiser retirá-las antes desse período, poderá utilizar o site da Prefeitura, que disponibilizará as guias a partir das 14 horas desta quarta-feira (31). CLIQUE AQUI para imprimir a sua guia.

Leia tudo sobre: IPTUBelo Horizonte