Ex-presidente de torcida do Fla é preso por assinar botafoguense

Crime aconteceu em 2012; Anderson Clemente da Silva, o Macula estava foragido desde 2013, após ser acusado do homicídio pela Justiça carioca

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ex-presidente da Raça Rubro Negra foi localizado pelos policiais, na noite desta segunda, dentro de um carro, na Baixada Fluminense
Divulgação / Polícia Civil RJ
O ex-presidente da Raça Rubro Negra foi localizado pelos policiais, na noite desta segunda, dentro de um carro, na Baixada Fluminense

A Polícia Civil do Rio de Janeiro conseguiu prender, na noite desta segunda-feira, o ex-presidente da torcida Raça Rubro Negra, Anderson Clemente da Silva, mais conhecido como o Macula. O torcedor do Fla, de 35 anos, é acusado de assassinar Luciano Martins dos Santos, de 25 anos, torcedor do Botafogo e que foi morto em fevereiro de 2012, em Jacarepaguá, zona Oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com os agentes da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), Macula estava foragido desde 2013, quando foi decretada a sua prisão pela Justiça carioca. O ex-presidente da Raça Rubro Negra foi localizado pelos policiais, na noite desta segunda, dentro de um carro estacionado na Praça do Xavante, na Baixada Fluminense.

No dia 5 de fevereiro de 2012, o Macula efetuou vários disparos contra torcedores que estavam vestidos com a camisa do Botafogo, em Jacarepaguá. Além de Luciano – que não resistiu aos ferimentos e morreu- outras três pessoas foram atingidas, e segundo a Polícia Civil, todas elas apontaram o ex-presidente da Raça Rubro-Negra como o autor do crime.