Recurso é negado, e Barcelona não poderá contratar por um ano

Equipe catalã negociou jogadores estrangeiros menores de 18 anos, algo proibido pela entidade máxima do futebol

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

BARCELONA/DIVULGAÇÃO
"Jogaremos no ataque. Um futebol atraente, que conquistou milhões de pessoas pelo mundo", afirmou o ex-atleta

A Corte Arbitral do Esporte anunciou nesta terça-feira (30) que negou recurso do Barcelona contra punição imposta pela Fifa e manteve a proibição que veta o clube catalão de contratar jogadores de janeiro de 2015 até janeiro de 2016.

Em abril deste ano, a Fifa havia proibido o Barça de realizar contratações por um ano por negociar com jogadores estrangeiros menores de 18 anos, uma prática que não é permitida pela entidade máxima do futebol.

A princípio, a decisão valeria para as janelas de contratações do meio deste ano e a de janeiro de 2015, mas a Fifa suspendeu provisoriamente a pena imposta ao clube. Larry Mussenden, presidente da comissão de apelação da entidade, aplicou o efeito suspensivo ao levar em consideração que, devido à complexidade do caso e a proximidade do início de uma janela de transferências na Europa, não haveria tempo de tomar uma decisão para que o clube catalão pudesse recorrer à Corte.

Em nota oficial divulgada em seu site oficial, o Barcelona alega que erros que possam ter sido cometidos são causados em parte pelo conflito existente entre a regulamentação da Fifa e a legislação espanhola e que, portanto, a punição é desproporcional.

"O Barcelona considerada sanção completamente desproporcional, pois representa uma punição exagerada para o clube, tendo em conta os seus antecedentes e as circunstâncias do caso concreto", diz o comunicado.

Além de não poder contratar jogadores por um ano, o Barcelona terá que pagar uma multa de 450 mil francos suíços (pouco mais de R$ 1,1 milhão).

Leia tudo sobre: barcelonaum anoreforcoscontratacao