Com novo ano, preencher cheque incorretamente pode gerar problemas

Na virada do ano, preencher cheque com data do ano anterior é muito comum, mas pode gerar transtornos; cheque com a data errada pode ser devolvido, caso não seja comprovado o engano

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Rombo. Juro faz dívida de  R$ 1.000 virar R$ 2.500 em um ano
Daniel de Crequeira/O Tempo
Rombo. Juro faz dívida de R$ 1.000 virar R$ 2.500 em um ano

Quem nunca preencheu a data errada em um cheque? A situação é ainda mais comum na virada do ano, quando as pessoas continuam com o ano anterior na memória. O erro simples pode gerar transtornos.

De acordo com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), um cheque com a data errada pode ser devolvido, caso não seja comprovado o engano.

Em janeiro de 2015, os bancos farão a compensação dos cheques datados em 2014 sem a necessidade de questionamento, mas o prazo termina no último dia do mês. A regra já muda a partir do dia 1º de fevereiro.

"O objetivo da ação é minimizar os transtornos nos serviços de compensação do sistema bancário", afirma Walter de Faria, diretor adjunto da Febraban.

Porém, atenção com os prazos de compensação. Valores inferiores a R$ 299,99 têm o prazo de até dois dias úteis, já quantias acima de R$ 300 são compensados em um dia útil.

Em 2013, último balanço da Febraban, foram compensados mais de 838 milhões de cheques no país. Há 10 anos, em 2003, o valor total passava de 2 bilhões.

Abaixo, outras dicas para evitar problemas com cheques:

- Emita sempre cheques nominais e cruzados.

- Ao preencher cheques, elimine os espaços vazios e evite rasuras.

- Controle seus depósitos e retiradas no canhoto, inclusive os realizados com cartão.

- Evite circular com talões de cheques. Leve apenas a quantidade de folhas que pretende utilizar no dia.

- Quando receber um novo talão, confira os dados referentes ao nome, número da conta corrente e CPF e a quantidade de cheques do talonário.

- Tome o máximo de cautela na guarda dos talões. Destaque a folha de requisição e guarde separadamente.

- Nunca deixe requisições ou cheques assinados no talão. - Destrua os talões de contas inativas.

- Separe os cheques de qualquer documento pessoal.

- Não utilize caneta hidrográfica ou com tinta que possa ser facilmente apagada. Evite canetas oferecidas por estranhos.

- Não forneça dados pessoais por telefone.

- Nunca utilize maquineta de preenchimento de cheques com fita à base de polietileno, pois os valores preenchidos poderão ser facilmente apagados e modificados.

Leia tudo sobre: CHEQUEVIRADA DO ANOERROPROBLEMASTRANSTORNOSAGÊNCIAS BANCÁRIASFEBRABANMUDANÇAS